Melhores ações janeiro 2022: altas e baixas

O ano começou bem e os resultados foram influenciados pelos juros aqui e lá fora. Veja as piores e melhores ações de janeiro de 2022.
Melhores ações janeiro 2022: urso e touro em uma gangorra
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

O primeiro mês do ano foi positivo para a bolsa brasileira. O Ibovespa fechou o mês com saldo de 6,98%. Continue lendo para descobrir as piores e melhores ações de janeiro de 2022 e entender quais fatores fizeram as empresas alçarem voos e amargarem quedas. 

Melhores ações janeiro 2022: maiores altas no Ibovespa

5 maiores altas de janeiro de 2022

Fonte: Broadcast.

1 – B3 (B3SA3)

Encabeçando o ranking de melhores ações de janeiro de 2022, temos os papéis da própria Bolsa de Valores, a B3, com alta de 31,71%. O crescimento ocorreu devido ao movimento de investidores estrangeiros aportando no Brasil. Sendo a única bolsa do país, a B3 monopoliza a receita líquida de mais de R$ 24 bilhões investidos por estrangeiros em janeiro.

Outro fator que contribuiu foi a desvalorização que o papel estava sofrendo até então. Segundo analistas, o preço da ação estava abaixo do valor merecido. 

Melhores ações janeiro 2022: gráfico de desempenho da B3.
O papel da B3 foi líder das melhores ações de janeiro de 2022.

2 – Hapvida (HAPV3)

A operadora de planos de saúde líder no Norte e Nordeste, Hapvida (HAPV3), fechou o primeiro mês do ano com alta de 21,97%. A valorização aconteceu devido à divulgação do segundo fato relevante referente à fusão entre Hapvida e Notre Dame Intermédica (GNDI3). Conforme o documento, as ações da Notre Dame serão incorporadas aos papéis da Hapvida.

Ambas as empresas vinham surfando no boom da bolsa entre 2019 e o começo de 2020, além de possuírem bom histórico de gestão e produtos. O mercado acredita que a fusão tornará a Hapvida mais competitiva.

Melhores ações janeiro 2022: gráfico de desempenho da Hapvida.
Apesar da queda no início do período, o papel da Hapvida foi uma das melhores ações de janeiro de 2022. 

3 – Itaú (ITUB4)

O Itaú (ITUB4), com saldo positivo de 21,02%, performou bem em janeiro junto a outros grandes bancos. Isso porque os bancos tradicionais têm sua receita aumentada com a alta dos juros, pois assim cobram mais pelo crédito oferecido a seus clientes. 

Outro fator que contribui para a boa performance do setor é o cancelamento dos IPOs, pois, uma vez que as empresas não conseguem se capitalizar na bolsa, elas passam a buscar soluções no mercado de crédito.

Leia também:
IPOs 2022: número de desistências vai superar as aberturas?
Taxa de juros e inflação:entenda de uma vez por todas a relação entre elas!

Melhores ações janeiro 2022: gráfico de desempenho do Itaú.
Surfando na onda do setor, as ações do Itaú performaram bem em janeiro de 2022.

4 – Azul (AZUL4)

Depois da Embraer ser a melhor ação de 2021, em janeiro, o setor aéreo continua decolando, com a Azul (AZUL4) tendo valorização de 19,91%.

Apesar do avanço da variante Ômicron, analistas afirmam que companhias como Azul e Gol não têm notado impactos como nas ondas anteriores. Os voos não estão sendo cancelados e a busca por passagens continua. 

Melhores ações janeiro 2022: gráfico de desempenho da Azul.
Após leve queda inicial, a Azul se recuperou e fechou o mês com saldo positivo.

5 – Bradesco (BBDC4)

Outro grande banco que ocupou lugar no ranking de melhores ações de janeiro de 2022 foi o Bradesco (BBDC4), com alta de 18,81%. Como já adiantamos ao falar do Itaú, o setor dos bancos tradicionais foi beneficiado pela alta dos juros e cancelamentos de IPOs.

Mas, além disso, outro evento que fomentou a categoria foi o aumento de investidores estrangeiros no Brasil. Isso porque a solidez de balanço e liquidez das ações dos grandes bancos são a porta de entrada para quem investe de fora. 

gráfico de desempenho do Bradesco.
O Bradesco foi um dos bancos tradicionais que performaram bem em janeiro. 

Piores ações janeiro 2022: maiores baixas no Ibovespa

5 maiores baixas de janeiro de 2022

Fonte: Broadcast.

1 – Locaweb (LWSA3)

A Locaweb, empresa especializada em hospedagem de sites, serviços de internet e soluções de computação em nuvem, liderou o ranking dos ativos que mais se desvalorizaram no primeiro mês do ano, desabando expressivos 26,29%.

Apesar do grande tombo, a situação é um reflexo muito maior de uma conjuntura macroeconômica desfavorável para o setor do que de problemas nos fundamentos da empresa. Isso porque empresas de tecnologia no mundo inteiro têm experimentado períodos recentes de turbulência ao passo que as taxas de juros globais começam a subir.

Empresas do setor normalmente precisam levantar mais recursos de terceiros para se financiarem e, ao passo que as taxas de juros se elevam, mais caro fica o custo do financiamento. Essa tendência pode ser vista também pela queda das ações da Méliuz e Via no mês.

Melhores ações janeiro 2022: gráfico de desempenho da Locaweb.
As ações da Locaweb se mantiveram em baixa ao longo de todo o mês.

2 – Alpargatas (ALPA4)

Os papéis da Alpargatas, dona das marcas Havaianas, Osklen e Dupé, ocuparam a segunda pior colocação de janeiro, com queda considerável de 21,15%. Esse movimento também espelha as maiores adversidades enfrentadas pelo setor de varejo frente às altas de juros.

As ações das grandes varejistas obtiveram os piores desempenhos em 2021, principalmente a partir do segundo semestre, guiadas pelas taxas de juros mais elevadas e a inflação desgovernada, ambas corroendo o poder de compra e desestimulando o consumo da população.

No caso da Alpargatas, a empresa já vem apresentando uma performance ruim desde a metade do ano passado, seguindo também uma temporada de balanços do terceiro trimestre pouco positiva, com elevação de custos e redução da margem de lucro, cenário que deve seguir para o quarto trimestre. Outras companhias do consumo cíclico também sofreram no último mês, como a Natura, com queda de 10,74%.

gráfico de desempenho da Alpargatas.
Os papéis da Alpargatas devem continuar penalizados, à espera do resultado do 4° trimestre.

3- IRB (IRBR3)

As ações da maior resseguradora brasileira fecharam mais um mês no vermelho, com tombo de 18,66%. No acumulado do último ano, os papéis caíram em torno de 50%. 

Um dos grandes destaques negativos da empresa em janeiro foi a divulgação dos resultados de novembro, reportando prejuízo líquido de R$ 113,8 milhões no mês e R$ 510,4 milhões no acumulado do ano. Apesar dos resultados menores que os obtidos em 2020, eles ainda são alarmantes e as despesas com sinistros cresceram. 

Os recorrentes resultados mensais mostram que a empresa ainda não se recuperou do abismo em que se encontrou no início de 2020, envolvendo problemas de governança e a crise de credibilidade e, novamente, demonstra a preferência do mercado por ativos menos arriscados neste ciclo de elevação de juros.

Melhores ações janeiro 2022: gráfico de desempenho da IRB.
No dia 24, após anúncio do resultado de novembro, ações IRBR3 caem 1,8%.

4 – Embraer (EMBR3)

A Embraer, empresa cujos papéis mais se valorizaram em 2021, com crescimento superior a 180%, enfrentou maiores dificuldades em janeiro e recuou 18,17%. Grande parte desse tombo se deve a um movimento de correção dos ativos da companhia pelo mercado, que estavam bastante inflados.

A disseminação da variante Ômicron também afetou os papéis da fabricante de aviões, uma vez que houve novas restrições e cancelamentos para o setor aéreo e de turismo.

Apesar disso, o mercado ainda se vê bastante otimista em relação à empresa, que vem firmando novos acordos e contratos de vendas de aeronaves, além da iniciativa de produção de novos modelos que despertam o interesse dos investidores.

Melhores ações janeiro 2022: gráfico de desempenho da Embraer.
EMBR3 passou por um movimento de correção, com queda ao longo do mês.

5 – Braskem (BRKM5)

Outra empresa cujas ações também passaram por correção foi a Braskem, que apresentou a segunda maior alta do último ano, acima dos 176%. Em janeiro, seus papéis caíram 14,68%.

Para o mês de janeiro, a petroquímica tinha a intenção de efetuar um follow-on, que movimentaria cerca de R$ 8 bilhões, porém, com o deslize das ações, a oferta foi cancelada dia 28, quando as ações recuperaram 7% de seu valor.

gráfico de desempenho da Braskem.
Desde o anúncio do follow-on (17) as ações despencaram 18% e recuperaram 7% no cancelamento (28).

Os resultados vêm aí

A temporada brasileira de balanços está começando e você não vai querer perder os resultados dessas 10 empresas, então fique ligado nas datas de divulgação:

Fonte: Broadcast

Contexto janeiro de 2022

Taxa de juros nos Estados Unidos

O principal acontecimento de janeiro para a economia foi o discurso do banco central americano, o Fed. A instituição anunciou uma postura mais dura em relação ao aumento da taxa de juros no país. 

A previsão da alta de juros (programada para março) nos Estados Unidos fez o apetite por ações brasileiras ser renovado. Investidores migraram seu capital do mercado americano em busca de oportunidades em papéis descontados em mercados emergentes. 

Nesse sentido, o Brasil é o país emergente melhor posicionado para atrair a debandada. Isso porque China e Rússia – dois dos principais concorrentes –, atualmente, são arriscados para se investir. A China passa pelo aumento da regulação por parte do governo enquanto a Rússia atravessa um momento de tensão devido aos conflitos com a Ucrânia. 

Então, por mais que a elevação de juros americanos tenda a tirar a liquidez internacional, o que vimos em nossa bolsa foi o melhor resultado desde dezembro de 2020, com alta de quase 7% e saldo positivo pelo segundo mês consecutivo.

As empresas consolidadas e historicamente resilientes são as mais atrativas para o investidor estrangeiro. Já as empresas de tecnologia precisam de mais caixa para financiar seu crescimento e sofrem com o cenário de juros altos tanto nos Estados Unidos quanto no Brasil.

Dólar

No acumulado de janeiro, o dólar registrou recuo de 4,83%. Essa é a maior queda desde novembro de 2020, quando a moeda caiu 6,82%. Isso fez com que o real figurasse posição entre os melhores desempenhos mensais, com ganho de 5,04% e ficando atrás apenas do peso chileno (+6,4%) na lista de divisas que começaram o ano vencendo o dólar.

Copom

No dia 2 de fevereiro, em conformidade às expectativas do mercado e como sinalizado no comunicado anterior, o Copom decidiu, em sua primeira reunião do ano, elevar, por unanimidade, a taxa Selic em 1,50 ponto percentual, para 10,75% a.a., patamar mais elevado desde maio de 2017.

Em seu comunicado, o Comitê de Política Monetária aponta para a retirada dos estímulos monetários da economia norte-americana como um incômodo para os países emergentes. Ainda, a rápida disseminação da variante Ômicron deve desacelerar a atividade econômica e causar novos choques de oferta.

O Comitê reconhece a melhora nos indicadores macroeconômicos para o último trimestre de 2021, com ênfase no mercado de trabalho, mas ressalta novas surpresas negativas por parte da inflação.

Acompanhe a rentabilidade das suas ações com o Gorila

Ver a rentabilidade das melhores ações de janeiro e de outros meses fica fácil com o Gorila. Na nossa plataforma, você consolida todos os seus investimentos e acompanha a rentabilidade diária, mensal e anual da sua carteira.

Cadastre-se agora e tenha acesso aos melhores relatórios de performance. No computador ou no celular, você controla seus investimentos de um jeito fácil e intuitivo.

Ferramenta de rentabilidade avançada na plataforma do Gorila. 

Baixe o aplicativo na Play Store ou App Store, ou acesse nosso site

Curtiu? Siga nossas redes sociais para ficar por dentro das principais novidades do mercado: Instagram, Facebook, Twitter, LinkedIn e Telegram.

*Texto escrito sob supervisão de Álvara Bianca

Controle seus investimentos com o Gorila

Não perca mais tempo com tabelas e planilhas. Conheça uma nova forma de acompanhar a rentabilidade da sua carteira de investimentos.

Controle seus investimentos com o Gorila

E tenha a plataforma mais completa para acompanhar a sua rentabilidade de forma rápida, fácil e transparente.

Leia mais

Leia mais

ações

Melhores ações julho 2022: altas e baixas

Veja as piores e melhores ações de julho: com alta de 4,69% no Ibovespa, o setor de varejo e de tecnologia tiveram leve recuperação, enquanto as mineradoras levaram a pior. Acompanhe o top 5!