Guia do investidor de A a Z: conheça os termos do mercado

São várias palavras que podem confundir quem vai investir, por isso, preparamos o guia do investidor com os principais termos do mercado.
Guia do investidor
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Split, stocks, Ifix, LF. No começo, investir pode parecer algo complicado, ainda mais com um emaranhado de siglas e letrinhas. O Gorila preparou um guia do investidor com tudo o que você precisa saber para entender os termos comumente empregados no mundo dos investimentos. 

Confira o guia do investidor de A a Z.

A

AAI – Agentes Autônomos de Investimentos: profissionais que atuam ligados às corretoras ou a outro integrante do sistema de distribuição de valores mobiliários. As suas atividades são eminentemente comerciais: de prospecção e captação de clientes; de recebimento e registro de ordens; e de prestação de informações acerca dos produtos e serviços oferecidos pelas corretoras. 

Ação: é uma pequena fração do capital social de uma empresa.

Ação ordinária: oferece o benefício do voto em assembleias corporativas para todos os seus titulares.

Ação preferencial: tem preferência no recebimento de dividendos. 

Acionista: é um investidor que possui ações de uma determinada empresa.

Asset allocation: seleção das classes de ativos que vão fazer parte do portfólio e a proporção de cada uma. 

Alavancagem: são as operações que arriscam valores financeiros maiores que o saldo do investidor, a partir de empréstimos. 

Leia também

Confira o significado dos códigos de ações

B

B3 – Brasil, Bolsa, Balcão: bolsa de valores brasileira. 

BC: Banco Central do Brasil, responsável por gerir a política econômica. 

BCE: Banco Central Europeu

BDRs – Brazilian Depositary Receipts: são certificados que representam ações emitidas por empresas no exterior, mas negociados na B3.

Bear Market: Sentimento de pessimismo no mercado.

Benchmark: Referências utilizadas para avaliação de performance dos investimentos. No Gorila você encontra seis benchmarks para comparar o desempenho dos ativos. São eles: CDI, Ibovespa, IPCA, IFIX, IGPM e USDBRL. 

Bitcoin: a mais famosa moeda virtual. 

Bonificações em dinheiro: as empresas usam as reservas que seriam incorporadas para distribuir entre os acionistas. 

Bônus em ações: Quando uma empresa tem um aumento considerável de seu capital ela pode distribuir aos seus acionistas novos ativos de forma proporcional ao que cada um deles já adquiriu.

Bonds: são títulos de dívida pública dos Estados Unidos. 

Book de ofertas: local onde encontram-se as intenções de compra e venda de ativos negociados em bolsa. 

BTC – Banco de Títulos CBLC: mercado de aluguel de ações. 

Bull Market: Sentimento de otimismo no mercado. 

Buy and hold: Visando o longo prazo, a estratégia consiste em comprar e segurar o papel da empresa até obter a valorização desejada. 

C

Call: Termo empregado por quem investe em Opções. É o direito de comprar um ativo a um preço predeterminado até a data de vencimento. 

Carteira de ativos: é o conjunto de aplicações que uma pessoa possui.

CDB – Certificado de Depósito Bancário: consiste num título de renda fixa privado, podendo ser pré ou pós fixado. 

CDI – Certificado de Depósito Interbancário: é um tipo de taxa que os bancos usam para emprestar dinheiro entre si. 

Além dessa explicação no guia do investidor, leia também:

Entenda a diferença entre CDB e CDI 

Circuitbreaker: mecanismo que interrompe o pregão da bolsa por um determinado período em momentos atípicos do mercado em que há excessiva volatilidade. Ele permite que as ordens de compra e de venda sejam rebalanceadas e amortecidas durante o período de suspensão da negociação. 

COE – Certificado de Operações Estruturadas: é um produto que mistura ativos de renda fixa e variável.

Come-cotas: antecipação do recolhimento do Imposto de Renda em alguns fundos de investimento. O Gorila calcula o come-cotas da sua carteira de fundos!

Consultor financeiro: profissional que ajuda seu cliente a lidar com suas finanças e o aconselha em seus investimentos.

Copom – Comitê de Política Monetária: órgão que estabelece as diretrizes da política monetária e define a taxa básica de juros. 

Corretora de valores: instituição financeira que faz a ponte entre o investidor e o mercado financeiro.

Cotização: também conhecida como sistema de cotas, analisa a variação do valor patrimonial diário da carteira. 

Criptomoedas: moeda virtual que pode ser utilizada para comprar bens e serviços ou mesmo investir. A mais famosa é o Bitcoin. 

Curva de Juros: Curva plotada pelas taxas de juros de títulos públicos e seus respectivos vencimentos.

Custódia: é a guarda dos títulos e valores mobiliários.

D

DARF: Documento de Arrecadação de Receitas Federais utilizado pelas pessoas físicas e jurídicas para pagamentos de impostos, contribuições e taxas, no âmbito federal. 

Day trade: é a compra e venda de ações em um único dia.

Derivativos: instrumentos financeiros cujo preço “deriva” do valor de um ativo, taxa de referência ou índice de mercado. 

Desdobramento de ações: é um processo de aumento do número de ações em circulação no mercado, a fim de reduzir o preço do papel. Confira os últimos desdobramentos de ações

Dividendos: parcela do lucro das empresas distribuída aos acionistas. No Gorila você acompanha todos seus dividendos e mais eventos. 

Dividend yield: relação entre os dividendos distribuídos e o preço corrente da ação de uma companhia.

Dove/Dovish: Característica dos que preferem “juros mais baixos” que suporte a atividade econômica.

EBITDA – Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization: é um indicador que demonstra o potencial de geração de caixa de uma empresa. 

Emolumentos: custos cobrados pela bolsa de valores B3 para custear as despesas geradas com as transações financeiras no mercado de ações. 

ETF – Exchange Traded Funds: são fundos que replicam o desempenho de índices, como por exemplo o Ibovespa, e são negociados na Bolsa de Valores.

Eventos corporativos: acontecimentos envolvendo os investimentos, como recebimento de dividendos, JSCP e desdobramentos.

página de eventos da carteira no site do Gorila
Página de eventos da carteira no Gorila: reúne as informações sobre os rendimentos e dividendos recebidos, mostrando inclusive a quantidade e data de pagamento 

F

Family office: serviço especializado em gerir patrimônio e investimentos de famílias com grandes fortunas. 

FED – Federal Reserve System: é o sistema de bancos centrais dos Estados Unidos.

FIA: é a sigla de Fundos de Investimentos em Ações. 

Flipagem: é um tipo de operação na qual o investidor compra ações no IPO para vender na abertura.

Saiba mais

Conheça o significado dos nomes e siglas dos fundos

FII – Fundo de Investimento Imobiliário: são fundos de investimento destinados à aplicação em empreendimentos imobiliários. 

FGC – Fundo Garantidor de Crédito: instituição que protege os investidores em caso de falência, liquidação ou alguma intervenção do emissor de um ativo.

G

Gorila: plataforma para controlar todos seus investimentos com praticidade, acompanhando a rentabilidade e os eventos como dividendos e desdobramentos. 

Gross up: ajuda a entender a rentabilidade de um ativo isento de Imposto de Renda quando comparado a outro que apresenta tributação. 

Grupamentos: Quando o preço dos papéis estão muito baixos, a empresa pode reunir várias ações em uma para aumentar o valor unitário. 

H

Hawk/Hawkish: Característica dos que preferem “juros mais altos” que limitam altas na inflação.

Hedge: Operação de proteção contra oscilações de preços.

Home broker: é uma ferramenta por meio da qual os investidores podem negociar diretamente pela internet, enviando ordens de compra e venda. 

I

IFIX: é o indicador do desempenho médio das cotações dos fundos imobiliários.

IGPM – Índice Geral de Preços do Mercado:  É o índice de reajuste do aluguel, calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Índice Sharpe: indicador que permite avaliar a relação entre o retorno e o risco de um investimento. Além de descobrir aqui no guia do investidor o significado, dentro do relatório do Gorila você confere o Sharpe da sua carteira de investimentos.  

Página do relatório do Gorila mostrando valores sobre a performance dos investimentos
Dentro do relatório do Gorila você encontra o valor do Sharpe, além da rentabilidade e o patrimônio bruto

Inplit: Quando o preço dos papéis estão muito baixos, a empresa pode reunir várias ações em uma para aumentar o valor unitário. É o oposto de Split, que você confere mais abaixo o significado no guia do investidor.

Insider trading: é o uso indevido de informação privilegiada de uma empresa para obter vantagens no mercado.

IPO – Oferta Pública Inicial: Quando uma empresa decide abrir o capital e passa a ter as suas ações negociadas na Bolsa de Valores. 

IPCA – Índice de Preços ao Consumidor Amplo: É o índice oficial da inflação do Brasil, calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

J

Juros Compostos: O lucro de um investimento calculado a partir de uma equação exponencial.

Juros Simples: O lucro de um investimento calculado a partir de uma equação linear.

Juros Sobre Capital Próprio (JSCP): É uma das formas de uma empresa distribuir o lucro entre os seus acionistas, titulares ou sócios. 

L

LC: Mais um sigla no guia do investidor. A Letra de Câmbio é um ativo de renda fixa emitido pelas financeiras.

LCA – Letra de Crédito Agronegócio: são títulos de crédito emitidos por instituições financeiras para financiar atividades do setor do agronegócio.

LCI – Letra de Crédito Imobiliário: são títulos de crédito emitidos por instituições financeiras para financiar atividades do setor imobiliário.

LF – Letra Financeira: é um título de renda fixa emitido por instituições financeiras com a finalidade de captar recursos de longo prazo. 

Liquidez: O quão rápido um investimento pode ser transformado em dinheiro.

Liquidação: procedimento de entrega do ativo ao comprador e do pagamento ao vendedor.

Livro bege: é um dos mais importantes indicadores da economia americana.

Long: é dito quando opera comprado na Bolsa. 

Long biased: são fundos que têm a tendência de ficarem comprados. 

Long only: fundos que operam apenas com a compra de ativos apostando na alta e na valorização dos papéis. 

Long & Short: o gestor do fundo investe em pares de ativos: esperando a valorização de um e a desvalorização de outro

M

MRP – Mecanismo de Ressarcimento de Prejuízos: é um instrumento de indenização que tem a finalidade exclusiva de assegurar aos investidores o ressarcimento de prejuízos decorrentes de negociações realizadas na bolsa.

N

Nota de corretagem: documento disponibilizado pelas corretoras nas negociações de compra e venda, com todas as informações a respeito da operação, como a data, o código e a descrição do ativo, a quantidade e o preço negociado, as taxas e o mercado no qual foi negociado.

Novo Mercado: é o segmento de listagem direcionado às empresas listadas na bolsa que possuem um alto nível de governança corporativa.

O

Offshore: são investimentos no exterior, como stocks, REITs, ETF e Mutual Funds. Todos eles você consegue cadastrar e acompanhar pelo Gorila

tela do app do Gorila com as opções de ativos para cadastrar
No app do Gorila você cadastra tanto investimentos no exterior, quanto FIIs, fundos, Tesouro Direto, ações, debêntures e muito mais

Opções: são contratos que dão ao seu titular o direito de comprar ou de vender um determinado ativo, a um certo preço em uma data específica.

Ordem: é a instrução dada por um cliente ao seu intermediário, como uma corretora, para a execução de uma compra ou uma venda de ações ou outros valores mobiliários negociados em bolsa. Veja abaixo no guia do investidor os tipos de ordens.

Ordem a Mercado: é aquela que especifica somente a quantidade e as características dos ativos a serem comprados ou vendidos, sem que seja fixado o preço, devendo ser executada a partir do instante em que for recebida.

Ordem Limitada: é aquela que deve ser executada por preço igual ou melhor do que o especificado pelo cliente. Preço maior ou igual, no caso de venda a limite, ou preço menor ou igual, no caso de compra a limite.

Ordem Casada: é aquela composta por uma ordem de compra e outra de venda, e só podem ser cumpridas integral e simultaneamente.

Ordem Stop: é aquela que especifica o preço a partir do qual a ordem deverá ser executada.

P

Planejador financeiro: profissional responsável por orientar seus clientes a organizarem ou reestruturarem suas vidas financeiras, de acordo com seus objetivos e necessidades, aliando planejamento e investimentos. 

Pregão: período do dia em que ocorre a negociação de ações e outros ativos na bolsa de valores. Acontece em cinco etapas: cancelamento de ofertas, pré-abertura do mercado, negociação, call de fechamento e after market. Saiba mais sobre o horário B3

Pré-fixado: Investimentos onde você sabe de antemão o quanto irá receber.

Pós-fixado: Nos investimentos do tipo “Pós-fixado” os juros e o quanto você irá ganhar no vencimento da operação dependerão de circunstâncias futuras.

Put: Termo empregado por quem investe em Opções. Dá o direito de vender um ativo a um preço predeterminado até a data de vencimento. 

R

REITs – Real Estate Investment Trust: é uma espécie do que conhecemos aqui no Brasil como os Fundos Imobiliários.

ROE – Return on Equity: é um indicador de rentabilidade que serve para determinar o quão eficiente é uma empresa na geração de lucro a partir dos seus recursos.

S

Short: é uma estratégia que consiste na venda de uma ação que você não possui em carteira.

Spin-off: é o processo no qual a empresa-mãe distribui as ações da nova subsidiária para seus próprios acionistas. Um exemplo recente foi a cisão das ações do Pão de Açúcar (PCAR3) como o Assaí (ASAI3). 

Split: termo empregado quando há o desdobramento de uma ação. 

Stocks: são as ações negociadas na bolsa americana.

Suitability: É uma verificação sobre os interesses, o gosto pelo risco e os objetivos do investidor. 

Swing trade: é uma das modalidades de investimento na Bolsa de Valores em que as operações de compra e venda de ações, ETFs, FIIs e opções, podem durar dias, semanas, meses ou até anos. 

T

Taxa de administração: é um encargo cobrado pelo administrador do fundo como remuneração pela prestação dos serviços de administração, gestão da carteira, e demais serviços necessários ao funcionamento do fundo. 

Taxa de corretagem: comissão paga à corretora, que atua como uma intermediária para quem vai realizar operações na B3. 

Taxa de custódia: valor pago pelo investidor a uma instituição financeira para que haja um registro do investimento dessa aplicação. 

Taxa de performance: é cobrada em alguns fundos de investimento. Está diretamente ligada à rentabilidade de um fundo.

Taxa Selic – Sistema Especial de Liquidação e Custódia: é a taxa básica de juros da economia brasileira 

Tesouro Direto: títulos públicos em que o investidor pode aplicar recursos.

TIR: A Taxa Interna de Retorno traz a valor presente todo o fluxo de recebimentos em um determinado período. 

Touro: figura que representa o Bull Market, ou seja, otimismo no mercado. 

Trader: investidor que busca ganhar dinheiro com operações de curto prazo, aproveitando-se da volatilidade do mercado financeiro. 

U

Units: são ativos compostos por mais de uma classe de valores mobiliários, podendo ser formada por ações ordinárias, ações preferenciais e bônus de subscrição.

Urso: essa figura também está presente no nosso guia do investidor. O urso é usado para representar o Bear Market, ou seja, quando o mercado está em baixa. 

V

Volatilidade: A variância, ou seja: o quanto vai mexer (para cima ou para baixo).

Curtiu o guia do investidor? Conhecia todos os termos? Se você tiver alguma outra palavra que não conhece o significado manda aqui para nós. Aproveite para compartilhar este artigo pelas nossas mídias sociais: Facebook, Instagram, Twitter , Linkedin e Telegram

Controle seus investimentos com o Gorila

Não perca mais tempo com tabelas e planilhas. Conheça uma nova forma de acompanhar a rentabilidade da sua carteira de investimentos.

Controle seus investimentos com o Gorila

E tenha a plataforma mais completa para acompanhar a sua rentabilidade de forma rápida, fácil e transparente.

Leia mais

Leia mais