O que são opções e como investir neste mercado? - Gorila

Artigos

O que são opções e como investir neste mercado?


Procurando se proteger ou especular? Veja o potencial das opções, suas vantagens, riscos e como investir.

08/09/2020

Procurando entender sobre opções? Querendo abrir seu leque de investimentos ou se proteger de operações arriscadas? Esse artigo veio para te auxiliar a atingir seus objetivos!

Aproveite para acompanhar as notícias do mercado financeiro pelo nosso canal do Telegram. 

O que são opções?

Opções são contratos que dão ao seu titular o direito de comprar ou de vender um determinado ativo, a um certo preço em uma data específica.

Por ser um derivativo, as características das opções e seu valor estão atreladas ao ativo subjacente.

Características básicas

É importante conhecer os fundamentos para entender como as opções são formadas: 

Ativo-objeto: É a mercadoria ou o ativo que está sendo negociado. Tipicamente são ações, moedas, índices ou futuros.

Titular: Quem compra a opção, adquirindo um direito de comprar ou vender o ativo-objeto.

Lançador: Quem vende a opção para o titular, assumindo uma obrigação de comprar ou vender o ativo-objeto.

Prêmio: É o valor pago pelo titular ao lançador, em outras palavras, é o preço pago pelo direito de compra ou venda do ativo.

Strike: É o preço de exercício, um valor prefixado para a negociação do ativo-objeto no exercício da opção.

Vencimento: É o dia da expiração do contrato. Existem dois modelos mais usados: A opção europeia só pode ser exercida na data do vencimento. Já a americana permite o exercício em qualquer momento até o dia do vencimento, a depender da estratégia do titular.

Call x Put

Agora que já passamos pelos fundamentos deste instrumento, podemos apresentar os dois tipos de opções: 

Call: Dá ao titular o direito de comprar o ativo-objeto do contrato por um preço prefixado na data do vencimento.

Put: Dá ao titular o direito de vender o objeto do contrato pelo preço de exercício na data do vencimento.

É importante destacar que o titular tem o direito, mas não a obrigação de exercer a opção. Ele pode escolher não fazer nada no vencimento, perdendo apenas o valor pago de prêmio. A seguir, vamos explicar porque o investidor tomaria essa decisão.

Já o lançador tem a obrigação de vender (no caso da call) ou comprar (no caso da put) caso a opção seja exercida.

A lógica do negócio

Call: A Call deve ser exercida quando o ativo-objeto estiver sendo negociado a mercado a um preço acima do strike. O titular leva a vantagem ao comprar o ativo a um preço menor do que o praticado no mercado.

Agora caso o ativo-objeto estiver sendo negociado mais barato que o strike, vale mais a pena deixar a opção expirar, uma vez que custa menos comprá-lo diretamente no mercado.

Put: A Put deve ser exercida apenas se o ativo-objeto estiver sendo negociado abaixo do strike, porque o titular a venderia a um preço mais alto do que o praticado no mercado.

O inverso também se aplica: se o ativo-objeto estiver cotado a um valor acima do strike, é melhor deixar a opção expirar, já que a venda dele no mercado é mais lucrativa.

Efeito multiplicador

Devido ao desembolso inicial baixo (apenos o prêmio), as opções permitem especular grandes valores gastando pouco, com a chamada alavancagem.

Vejamos a seguir um exemplo que ilustra o fator multiplicador das opções:

Investindo em ações
– Suponha que você tenha R$1.500,00 para investir em ações da XYZ, que está cotada a R$15,00
– Você compra 100 ações e em um mês a ação valoriza para R$16,50
– Seu lucro = (100 x 16,5) – (100 x 15) = R$150,00

Investindo em opções
– Com os mesmos R$1.500,00 vamos investir em opções de compra da XYZ com strike R$15,00. Essa call tem prêmio de R$1,00
– Você compra 1500 contratos e em um mês exerce a opção e vende a ação à mercado a R$16,50
– Seu lucro = (1500 x 16,5) – (1500 x 15) – (1500 x 1) = R$750,00.

O lucro com as opções foi 5x maior do que aplicando em ações, com exposição à mesma empresa, condições e período. Ficou claro o potencial de retorno desse instrumento?

Vantagens das opções

Alavancagem de ganhos: As opções possibilitam conquistar altos retornos no curto prazo.

Investir em diferentes tendências de mercado habilitando lucros tanto na alta quanto na baixa do mercado.

Custos menores de transação.

Alavancar, diversificar ou proteger: Você pode estruturar diversas estratégias para a sua carteira.

Controle e proteção: É possível proteger a carteira das oscilações do mercado e ter controle sobre a zona de lucro e de prejuízo. 

Desvantagens das opções

Alta volatilidade: O cálculo do preço das opções é complexo, são múltiplas variáveis que afetam o valor, dificultando na previsibilidade do ativo.

Complexidade: Opções exigem experiência e não são recomendadas para investidores iniciantes.

Alto risco: Há possibilidade de perda total do valor investido (ao titular não exercer a opção), e até prejuízo exponencial (se o lançador vender à descoberto). 

Baixa Liquidez: Esse mercado tem liquidez baixa e pode ser difícil encontrar investidores interessados em comprar ou vender a opção desejada.

Como funciona o mercado de opções

As opções são negociadas tanto em Bolsa quanto no mercado de balcão. No primeiro caso, as condições de exercício, horários, data de vencimento, forma de liquidação e pagamento são padronizadas pela B3, assim como garantias, cobertura ou margens exigidas.

Já o mercado de balcão negocia opções não padronizadas e são os compradores e vendedores é que definem as características do contrato, como prazos, valores e inclusive a necessidade de depósito de garantias.  

As siglas

O código das opções são formados por três partes:
– 4 primeiras letras = Ativo objeto
– 5º letra = Vencimento e tipo de opção
– Numeral = Strike aproximado


No exemplo acima, a opção PETRB17 se refere a uma Call de Petrobras (PETR4) de vencimento em fevereiro (B) e strike de R$ 17.

Leia também: Confira o significado dos códigos de ações

Acompanhe sua rentabilidade 

Você pode acompanhar rentabilidade das suas opções pelo Gorila. Siga nossas mídias para ficar por dentro do mercado financeiro: Facebook, Instagram, Twitter , Linkedin e Telegram

O Gorila oferece ferramentas para que você possa entender as opções de investimentos e tomar as melhores decisões quando se trata do seu dinheiro. Os guias que oferecemos e as informações que providenciamos são transparentes e isentas. Nós apresentamos os prós e contras das opções atualmente disponíveis. Esperamos que encontre o que é melhor para você!

VEJA TAMBÉM...

corretoras de investimentos
Guia de Corretoras

Corretoras de Investimentos

Já sabemos que a poupança não é a melhor alternativa para quem quer investir, não é mesmo? No meio dessa jornada, temos as corretoras de investimento. Entenda como funcionam esses "shoppings financeiros". ...

Guia de Bancos

Banco Next

Atrelado ao Banco Bradesco, o Next se apresenta com um visual bastante atraente para quem deseja migrar para uma conta digital. Confira suas vantagens e desvantagens segundo o Gorila....

Artigos

Como fazer um orçamento doméstico eficiente

Descubra agora como fazer um orçamento doméstico e organize suas finanças de maneira muito mais simples e eficiente!...

Artigos

A Origem da Bolsa de Valores

Criada em 1531, a Bolsa da Antuérpia, na Bélgica, é considerada a primeira bolsa oficial; já no Brasil, o embrião da B3 surgiu em 1890...

Agente Autônomo de Investimentos
Artigos

Conheça mais sobre a profissão do Agente Autônomo de Investimentos

O Agente Autônomo de Investimentos desenvolve uma função bem comercial, fazendo a ponte entre o investidor e o mundo dos investimentos. Saiba mais. ...

Dashboard Gorila Invest

Gorila Invest

A melhor plataforma para
controlar seus investimentos

Uma nova forma de olhar para o seu dinheiro. Tenha suas informações financeiras consolidadas em um único lugar

Registre-se agora

Faça seu login

ou
Esqueceu sua senha?
AINDA NÃO TEM CONTA?
Cadastre-se