Investimentos 2022: o que esperar e como investir?

Especialista do mercado aborda os temas que permearão os investimentos em 2022 e dá dicas de como investir diante desse cenário.
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

O começo do ano é a época ideal para fazer o planejamento financeiro para o período que virá e isso é importante para qualquer pessoa que investe. Mas depois de um ano tão difícil como o de 2021, o que esperar dos investimentos em 2022?

Para responder essa pergunta, convidamos Isabela Cassilha, especialista em investimentos, CFP® Sócia da Passer Consultoria; para bater um papo na nossa live. Confira abaixo os destaques do encontro.

Voltando a fita: o que rolou em 2021?

O comportamento da inflação no Brasil deu um baile em todo mundo, superando todas as projeções e voltamos a encarar uma taxa de juros de dois dígitos. 

A crise sanitária ocasionada pela pandemia da Covid-19 fez o Ibovespa derreter. Mesmo com o índice chegando à máxima histórica nominal de 130.776 pontos em junho, houve amarga queda e o ano acabou aos 104.822 pontos.

A conta do ano passado fechou com o dólar nas alturas, a Selic perto dos dois dígitos e o PIB no chão. 

Confira a retrospectiva:
Investimentos 2022: dá pra aprender com as piores e melhores ações de 2021?
Análise de mercado: 2º semestre de 2021
Melhores ações 2021: acompanhe mês a mês

Então o que esperar dos investimentos em 2022?

Com a inflação e juros altos –  somados a um ano de eleição presidencial polarizada –, podemos esperar um ano com fatores fiscais e volatilidade dos ativos. 

Para tentar conter a inflação, a Selic, taxa básica de juros, deve chegar aos dois dígitos em 2022. Esse evento tem feito os investidores enxergarem oportunidades na renda fixa. 

Entretanto, além da renda fixa, Isabela Cassilha alerta que no momento de crise também é possível encontrar oportunidades. Isso porque encontraremos na bolsa empresas lucrativas com os papéis descontados e que podem se recuperar no longo prazo. 

Outros eventos que a planejadora financeira destaca são: 

  • Coronavírus: a possibilidade de avanço da pandemia e surgimento de novas variantes podem impactar negativamente a economia.
  • Política monetária dos EUA: o Fed decidiu aumentar os juros e isso influenciará a economia global, que tende a seguir o movimento do banco central mais influente do mundo. 

Quais setores se beneficiam mesmo na crise?

Segundo Cassilha, para várias casas de análise vale ficar de olho nos setores de agronegócio, financeiro e necessidades básicas. 

O agronegócio brilhou em 2021 devido à alta demanda interna e externa. O “boom” das commodities também contribuiu para a valorização.

Com a alta dos juros, bancos costumam ganhar mais. E setores anticíclicos independem do momento da economia – ou seja, independente da crise, necessidades como água e energia são boas opções.

Cassilha também recomenda que se faça um “colchão” com a renda fixa, que, como já mencionamos, será beneficiada pela alta dos juros. Dentro dessa categoria existem diversos tipos de ativos e é importante aproveitar isso para diversificar. 

Leia também:
Melhores investimentos para 2022 de acordo com cada perfil
Como manter as finanças organizadas em 2022?

Dólar again

Para os investimentos em 2022, o dólar também é uma boa pedida. 

Diversificar a carteira com a moeda é uma forma de proteção. Algumas opções de exposição dolarizada são empresas exportadoras (que obtêm receitas na moeda estrangeira), BDRs e ETFs. 

Além disso, é possível investir diretamente no exterior abrindo conta em corretoras estrangeiras.

“Historicamente, o dólar anda na direção contrária da bolsa. Se tudo der errado aqui, o dólar tende a subir e eu tendo a ganhar com ele”, explica Cassilha. 

Take a look:
Diversificação de investimentos no exterior: aprenda a montar sua carteira
Taxa de câmbio: o que é e como ela define o preço do dólar
Baixe nosso e-book sobre BDRs

Criptomoedas: não se fala em outra coisa

O tamanho do mercado das criptomoedas saltou de US$ 773 bilhões para US$ 2,2 trilhões em 2021. De modo geral, o ano passado foi marcado pela consolidação do mercado cripto. 

Seguindo essa linha, para se ter uma ideia, a palavra de 2021 foi “NFT”. Essa é a sigla para  non-fungible token, um tipo de criptoativo que serve para certificar a propriedade de um item digital exclusivo.

Cassilha alerta que o investidor deve estar atento aos riscos atrelados ao investimento em criptos devido à volatilidade desse setor. Então é fundamental compreender qual o seu perfil de risco para definir um nível de exposição a esse mercado que seja saudável para sua carteira. 

Para anotar no caderninho:
ETFs de criptomoedas: veja 5 opções para você investir

Perspectivas dos investimentos em 2022: assista à nossa live!

Quer se preparar para este ano? Não deixe de conferir nossa live com Isabela Cassilha. Comece o ano com os principais temas que permearão o mundo dos investimentos em 2022 e saiba como traçar a melhor estratégia pela sua carteira:

Depois de planejar como será seu ano, acesse o Gorila para acompanhar seus investimentos. Na nossa plataforma você consolida todos os seus ativos e acessa os melhores relatórios de performance em um lugar só!

Acesse o site ou baixe nosso app na Google Play Store ou App Store

Curtiu? Siga nossas redes sociais para ficar por dentro de mais conteúdos do mercado: Instagram, Facebook, Twitter, LinkedIn e Telegram.

*Texto escrito sob supervisão de Álvara Bianca

Controle seus investimentos com o Gorila

Não perca mais tempo com tabelas e planilhas. Conheça uma nova forma de acompanhar a rentabilidade da sua carteira de investimentos.

Controle seus investimentos com o Gorila

E tenha a plataforma mais completa para acompanhar a sua rentabilidade de forma rápida, fácil e transparente.

Leia mais

Leia mais

Fundo DI
aprenda

Você sabe o que é Fundo DI?

O Fundo DI é um fundo conservador e uma pedida interessante para sua reserva de emergência. Leia o artigo para entender mais.