ETF paga dividendos? Fomos buscar essa resposta!

Por ser negociado na bolsa, muita gente se pergunta se ETF paga dividendos. Confira como o investidor pode ter lucros com esse ativo.
ETF paga dividendos
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Uma das formas de investir em renda variável é através dos ETFs. Por ser negociado na Bolsa de Valores, muitos investidores ficam em dúvida se ETF paga dividendos. Você já se perguntou sobre isso? Preparamos esse artigo para explicar as formas como o investidor pode obter lucros com essa forma de investimento. Acompanhe! 

O que é ETF?

Primeiro, vamos recapitular o que são os ETFs. Também chamados de fundos de índice, ETF é a sigla em inglês para Exchange Traded Funds. Aqui no Brasil, essa aplicação se assemelha a um fundo que replica um indicador do mercado financeiro. As negociações acontecem na bolsa de valores. 

Os ETFs podem ser uma forma interessante do investidor se expor de modo passivo à valorização geral do mercado ou de determinado índice. Sabe por quê? Por meio da compra de apenas uma cota, esse fundo oferece acesso a uma carteira diversificada de ativos. 

Por exemplo, ao investir no ETF do Índice Bovespa, o BOVA11, você aplica automaticamente em todas as ações do índice. Como sabemos, o Ibovespa é o principal benchmark de renda variável, sendo composto pelas ações mais negociadas da bolsa de valores. 

Portanto, ao invés de escolher uma única ação, uma cota de ETF possibilita espelhar os rendimentos de uma cesta de ativos teórica baseada nos resultados de empresas reais.

No Brasil, essa forma de investimento ainda não é tão familiar, porém de janeiro a maio de 2021, o ativo atingiu a marca de 402 mil investidores, sendo 398 mil pessoas físicas e 2 mil investidores institucionais. 

Em termos financeiros, nesse mesmo período, os ETFs movimentaram R$ 153 bilhões e o patrimônio dos produtos somam R$ 47 bilhões, um crescimento de 23% em relação a 2020, quando o patrimônio dos produtos era de R$ 38 bilhões.

ETF paga dividendos?

O investidor sabe que as empresas periodicamente distribuem dividendos e outros proventos, como juros sobre capital próprio, não é mesmo? Mas será que o ETF também se encaixa nessa regra por ser um fundo composto de diversos tickers? A resposta é não. No Brasil, ETF não paga dividendos

Agora vamos à explicação: o ETF é um investimento que acompanha um determinado índice. Porém, ele não compra as ações no seu CPF, mas sim com a conta do fundo de investimento. Dessa forma, todo provento distribuído é somado ao patrimônio do ETF, que está registrado como dono daquelas ações. 

O investidor acaba ganhando com essa distribuição, mas de forma indireta porque o ETF reinveste os dividendos comprando mais ações de acordo com o rebalanceamento do índice. 

Como se ganha dinheiro com ETFs?

Já que não tem como receber dividendos, de que forma você consegue ganhar dinheiro investindo nos fundos de índice?

Como o ETF replica determinado índice de mercado, as cotas podem se valorizar, caso as empresas tenham bons resultados e consigam crescer ao longo dos anos. Isso é provável que aconteça no longo prazo com a estratégia de Buy and Hold

Outra alternativa é adquirir ETFs quando eles estiverem em baixa e vender quando alcançarem uma valorização. Uma forma mais conhecida como trading. 

Vale dizer que, ao contrário das ações, ao vender a cota de um ETF o investidor deve pagar 15% de Imposto de Renda sobre o ganho de capital independentemente do valor da negociação.

Há ainda cobrança de taxa de administração, que varia entre 0,20% e 0,80% ao ano, além de custos com corretagem, custódia e emolumentos.

Leia também

9 taxas de investimentos que você precisa conhecer antes de investir

Existem ETFs de Dividendos?

Como não existe a possibilidade de receber diretamente os dividendos investindo em ETF, o investidor pode procurar no mercado fundos de índice que investem em empresas reconhecidas como boas pagadoras de dividendos. Dois exemplos são o DIVO11 e o BBSD11.

O ETF DIVO11 busca refletir o desempenho do IDIV, Índice de Dividendos, composto por empresas com capital aberto na bolsa que mais se destacam na remuneração dos investidores, como, por exemplo, BB Seguridade (BBSE3), Itaú Unibanco (ITUB4) e Taesa (TAEE11). Dessa forma, o IDIV seleciona, dentro dos ativos elegíveis, aqueles com os maiores Dividend Yields.

Já o BBSD11 acompanha o desempenho do Índice S&P Dividendos Brasil, calculado pela S&P Dow Jones Indices LLC. Ao investir nesse ETF, o investidor tem pelo menos 95% da carteira do índice refletindo o desempenho de ações brasileiras com bons pagamentos de dividendos. 

Leia também

Top 10 ações melhores pagadoras de dividendos em 2021
FIIs dividendos: confira os melhores pagadores em 2021

 

Lista de ETFs no Brasil

Os ETFs têm começado a se popularizar no mercado financeiro. Em 2021, 11 novos ETFs foram listados na B3. Ao todo, já são 45 ETFs disponíveis à negociação na bolsa, entre ETFs de renda variável (locais e internacionais), de renda fixa e de criptomoedas. 

Em maio, os três ETFs mais negociados na bolsa brasileira foram o BOVA11, o BOVV11 e o HASH11, respectivamente. O BOVA11, que segue o índice Ibovespa B3, foi responsável por 51% das negociações, seguido pelo BOVV11, também referenciado ao índice Ibovespa B3, com 19% das negociações. Já o HASH11, referenciado no índice da Nasdaq Crypto e lançado no final de abril, representou 8% das negociações de ETFs.

Leia também

ETF: “A gente tem um potencial inexplorado no Brasil” – Isabela Cassilha, planejadora financeira

 

Confira a lista dos ETFs disponíveis na B3. 

ETFs na B3


Fonte: B3

ETFs americanos pagam dividendos

Nos Estados Unidos, quem investe em Exchange Traded Fund pode receber dividendos a cada três meses ou até mesmo de forma mensal, em alguns casos. Porém, a regra não vale para os ETFs americanos negociados na B3. Aqui no Brasil, os ETFs não pagam dividendos, mas sim reinvestem nas posições do próprio fundo. 

Portanto, só quem investe diretamente na bolsa americana consegue receber os proventos pagos pelas empresas de modo proporcional aos cotistas. 

Controle seus ETFs

Tem ETFs no seu portfólio? Então não perca a chance de mais praticidade controlando sua carteira de investimentos com o Gorila. Lá você encontra todo seu patrimônio distribuídos em classes e consegue ver de fato quais ativos estão performando melhor.

ETF paga dividendos: no Gorila você acompanha a evolução dos ETFs cadastrados

 

Painel do Gorila reúne os ativos da carteira com destaque para a performance dos ETFs ao longo de 01/06 a 26/08/2021, comparado ao Ibovespa 

Como vimos, ETF não paga dividendos, porém você acompanha o pagamento desse provento recebido das suas ações e FIIs também no Gorila. 

ETF paga dividendos: no Gorila é possível conferir os rendimentos dos investimentos, como ações, FIIs e mais

 

Acompanhe na tela de “Eventos da Carteira” o recebimento de todos proventos reunidos em um só lugar

Aproveite para seguir nossas mídias para manter-se por dentro das novidades do mercado: Facebook, Instagram, Twitter, Linkedin e Telegram

Controle seus investimentos com o Gorila

Não perca mais tempo com tabelas e planilhas. Conheça uma nova forma de acompanhar a rentabilidade da sua carteira de investimentos.

Controle seus investimentos com o Gorila

E tenha a plataforma mais completa para acompanhar a sua rentabilidade de forma rápida, fácil e transparente.

Leia mais

Leia mais