Como definir metas financeiras de curto, médio e longo prazo?

Definir metas financeiras é essencial para termos um futuro estável e realizar nossos sonhos. Descubra no artigo como fazer isso de forma simples e eficaz!
definir metas financeiras
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Você sabe definir metas financeiras? Se não, saiba que as metas financeiras são fundamentais para se dar propósito à vida e motivação para acumular conquistas e realizar sonhos. Ainda, são essas metas que nos ajudam a alcançar a qualidade de vida almejada.

Definir metas financeiras, no entanto, não tem a ver apenas com guardar dinheiro para o futuro, mas sim com fazer com que nosso dia a dia tenha um propósito. Metas nos ajudam a impor limites e a se esforçar mais por algo que queremos. 

Quer aprender a definir metas financeiras? Então acompanhe o artigo e saiba como estabelecer objetivos de curto, médio e longo prazo de forma simples e eficaz para alcançar o que você deseja! 

Por que definir metas financeiras?

Responda a seguinte pergunta: como seria uma vida sem metas, sonhos e planejamentos? Muito sem graça, não acha? 

Por isso, todos nós precisamos saber o que queremos e devemos estabelecer planos para conseguir atingir nossos objetivos. 

Pode parecer clichê, mas sim, todos nós temos sonhos e precisamos planejar como realizá-los. Mas uma coisa é certa: praticamente tudo o que você quer envolverá dinheiro e, por isso, é necessário definir suas metas financeiras para conseguir colocar em prática.  

Nem todo mundo estabelece objetivos financeiros. Caso você não se planeje nesse sentido, as chances de você se arrepender no futuro podem ser grandes. Lembre-se que as metas financeiras motivam as pessoas a batalhar pelo que querem, ajudam a realizar sonhos e dão motivos para orgulhar-se quando se conquista algo depois de muito esforço empregado. 

Não importa se você deseja conhecer o mundo, comprar bens materiais ou apenas ter uma vida modesta e confortável. A verdade é que você precisará se esforçar e terá que ter comprometimento com seus planos. 

Para isso, deverá definir metas financeiras para que seus objetivos sejam alcançados no tempo definido. 

Como estabelecer as metas financeiras?

Seja metas financeiras empresariais, profissionais ou pessoais, esse planejamento pode ser feito de forma simples, mas exige compromisso. Confira agora como estabelecê-las para conseguir tirá-las do papel!  

1. Seja específico

Antes de anotar tudo o que você deseja e definir prazos e valores, seja coerente consigo mesmo. Defina metas que sejam possíveis e seja específico no que quer. 

Defina metas financeiras SMART, ou seja, metas que sejam específicas, mensuráveis, atingíveis, realistas e temporais. Em outras palavras, tenha bem definido o que você deseja. Tenha noção da realidade e defina um prazo, pois ninguém se esforça o suficiente sem uma data final e pode até cair no esquecimento. 

Um exemplo de meta financeira pessoal SMART seria: juntar 120 mil reais para comprar um Jeep Renegade (ou seja, é específico, realista, atingível e com um valor, ou seja, mensurável) em 10 meses (temporal). 

Ainda, é necessário saber distinguir metas de sonhos. Por exemplo, querer ser milionário é um sonho e não uma meta, tanto que não cumpre os requisitos SMART. Esse sonho poderia ser concretizado por uma meta como: ter 5 milhões de reais investidos na bolsa de valores até 2025. 

2. Estabeleça o que você quer para curto, médio e longo prazo

Defina tudo o que você quer, os valores necessários para cada objetivo e separe-os em curto, médio e longo prazo. Você pode escrever essas metas financeiras em um caderno, em um app de celular, em uma planilha ou mesmo no bloco de notas do seu computador. 

Não importa onde, mas anote tudo e separe-as nesses três grupos. 

Seja realista e divida também de acordo com a sua realidade financeira. Por exemplo, se você quer juntar 300 mil reais para comprar um apartamento e não começou a guardar dinheiro ainda, então provavelmente não será possível realizar a compra desse imóvel no curto prazo. 

Exemplos:

Exemplos de metas de finanças para o curto, médio e longo prazo podem ser as seguintes:

  • curto prazo (de 1 a 2 anos): trocar de carro, juntar 5 mil reais para as férias de fim de ano, começar uma previdência privada ou outro tipo de investimento para a aposentadoria;
  • médio prazo (de 3 a 10 anos): juntar dinheiro para fazer um intercâmbio de idiomas por 6 meses em outro país, trocar de apartamento;
  • longo prazo (acima de 10 anos): quitar o financiamento do apartamento, viver de renda passiva, tirar um ano sabático.

Lógico que isso é algo pessoal. Somente o indivíduo pode definir seus objetivos de médio e longo prazo. Não se esqueça apenas de colocar um valor para cada meta, um prazo final e que seja alcançável e fácil de mensurar. 

Criando metas

Outra forma de definir suas metas é estabelecendo frases específicas, como:

  • curto prazo: terei 20 mil reais na conta em janeiro de 2021 para fazer uma viagem de 6 meses pela Europa em maio de 2021;
  • médio prazo: vou juntar 200 mil reais até fevereiro de 2023 para comprar um motorhome;
  • longo prazo: até 2050, quando eu me aposentar, terei investidos 2 milhões de reais em um determinado investimento para a minha aposentadoria.

Todas as formas descritas serão eficazes. Escolha a que mais lhe agradar. 

Caso você não saiba como calcular suas metas financeiras, existem calculadoras próprias para isso que podem lhe ajudar. Desse modo, você poderá visualizar quanto tempo e a quantidade de dinheiro que serão necessários para realizar seu objetivo. 

Uma ideia é acessar calculadora dos sonhos e planejar-se a partir de agora! 

3. Organize suas finanças

Organizar suas finanças é essencial para ter uma vida financeira estável e realizar as metas financeiras. Por isso, saiba para onde seu dinheiro vai. Tenha consciência na hora das compras, evite desperdícios e compras por impulso e seja maduro financeiramente. 

Anote todos os seus gastos para saber o que pode ser cortado e todas as suas entradas. Assim, fica mais fácil de controlar suas finanças. 

Deixe sua vida financeira organizada e saiba que além de estabelecer suas metas de curto, médio e longo prazo, você precisa ainda planejar uma reserva de emergência. Se ainda não possui uma, saiba que essa é sua prioridade. 

Entenda que planejar suas finanças e organizar-se é de extrema importância. Quem não se planeja e não sabe lidar com seu dinheiro, além de perdê-lo onde não deveria, pode desperdiçar muito tempo pagando dívidas, juros e ainda privar-se de ter saúde financeira.

Além disso, você acaba se distanciando de uma vida estável, um futuro tranquilo e dificilmente conseguirá alcançar as metas que definiu.

4. Aprenda a investir 

Aprender a investir pode lhe abrir portas para garantir um bom futuro e juntar dinheiro de forma eficaz para realizar suas metas. Para investir, é necessário educar-se financeiramente e aprender sobre os diversos tipos de investimento.

Leia também: 9 taxas de investimentos que você precisa conhecer antes de investir

Definir seu perfil de investidor (e escolher os investimentos que mais se adequam a ele) e seus objetivos financeiros também é fundamental.

A educação financeira é essencial para todos aqueles que pretendem ter uma vida financeira saudável e que queiram realizar tudo o que se propôs em um determinado tempo. Portanto, leia blogs, livros, faça cursos, e descubra tudo o que esse conhecimento pode fazer por você. 

Desse modo, você vai saber se controlar, planejar suas finanças e aprender a investir corretamente.  Apenas não se esqueça que investir exige paciência, estudo, dedicação e é necessário fazer análises de tempos em tempos. 

Mitos sobre investimentos existem e é necessário desmenti-los para poder investir com confiança. E apenas o aprendizado pode lhe ajudar a encará-los de frente.

5. Revise suas metas financeiras e analise o desempenho 

O ideal é sempre revisar suas metas financeiras de curto, médio e longo prazo e analisar se você conseguira alcançar o valor para cumpri-las. Alguns sonhos podem mudar no meio do caminho e isso é normal, não se preocupe.

Definir metas financeiras, por mais difícil que pareça, não é algo absurdamente complicado. Basta ter comprometimento, ser realista, educar-se financeiramente e ter persistência para conseguir alcançar os objetivos impostos. 

Por isso, comece agora a planejar suas metas e tenha uma vida cheia de realizações e momentos de vitória! 

E aí, já sabe quais são suas metas? Comece aprendendo mais sobre como investir na Bolsa de Valores!

Para organizar seus investimentos e poder atingir suas metas conte com o Gorila! Somos um consolidador de carteira de investimentos que veio para tornar a sua vida mais simples. 

Pelo computador ou celular, você reúne todos os seus produtos financeiros e vê de forma fácil e completa o desempenho de todos os seus ativos, com os melhores relatórios.

Reserva de emergência onde investir
Dashboard do Gorila exibindo o patrimônio e rentabilidade bruta ao longo do tempo.

Curtiu? Acompanhe nossas redes sociais para saber de todas as novidades do mercado e aprender com os melhores conteúdos de investimentos:  FacebookInstagramTwitterLinkedIn e Telegram

Controle seus investimentos com o Gorila

Não perca mais tempo com tabelas e planilhas. Conheça uma nova forma de acompanhar a rentabilidade da sua carteira de investimentos.

Controle seus investimentos com o Gorila

E tenha a plataforma mais completa para acompanhar a sua rentabilidade de forma rápida, fácil e transparente.

Leia mais

Leia mais

taxa de juros brasil
inflação

Entenda a alta da taxa de juros no Brasil e no mundo

Bancos centrais estão elevando as taxas de juros para conter o consumo e reduzir a inflação. A taxa de juros no Brasil está no maior patamar desde 2016, enquanto os EUA registram a maior alta em 40 anos.