Rebalancear a carteira de investimentos: por que isso é importante?

Entenda por que rebalancear a carteira de investimentos é importante e saiba como fazer o rebalanceamento do seu portfólio sem dificuldades
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Fazer investimentos com frequência é uma rotina necessária para qualquer investidor que deseja acumular patrimônio ao longo do tempo. Durante esta jornada, é imprescindível que o investidor faça aportes com base no seu perfil e no seu planejamento financeiro pessoal.

Atentar-se ao perfil enquanto investidor, ao planejamento financeiro e às oportunidades de investimento disponíveis no mercado – a fim de formar uma carteira de investimentos diversificada, no entanto, não são as únicas tarefas essenciais que devem ser mantidas pelo investidor ao longo do tempo. É preciso ter em mente que o trabalho de composição e manutenção de uma carteira sólida de investimentos requer acompanhamento constante.

Neste contexto, é necessário que o investidor entenda a importância de rebalancear a carteira de investimentos – e que adote esta estratégia para manter seus investimentos equilibrados. Por isso, no artigo de hoje, você descobrirá por que é tão essencial que se faça o rebalanceamento de portfólio e aprenderá a rebalancear sua carteira.

Vamos lá?

A construção da carteira de investimentos

Antes de entender a importância de rebalancear a carteira de investimentos, é fundamental que você compreenda o processo de construção de um portfólio.

Quando um investidor constrói uma carteira diversificada, é comum que se definam um conjunto de aportes – com base em um determinado percentual de investimento ou, ainda, com base nos objetivos particulares do investidor. Seja qual for o caso, o objetivo é manter, a todo momento, uma carteira adequada ao perfil do investidor.

Se você tem um perfil mais conservador, por exemplo, possivelmente irá construir sua carteira de investimentos a partir de produtos de investimento mais seguros, evitando se expor a riscos. Se você tem um perfil mais agressivo, por outro lado, buscará alternativas mais rentáveis – e mais arriscadas – para comporem seu portfólio.

O problema é que, conforme os aportes vão sendo feitos ao longo dos meses e anos, a carteira tende a se afastar dos níveis pré-estabelecidos pelo investidor, seja em relação a percentual alocado em um determinado produto ou conjunto de produtos, seja em relação aos objetivos traçados. E isso é natural – sobretudo por conta das mudanças macro e micro que vão ocorrendo na vida de qualquer pessoa.

É neste momento que se deve pensar em utilizar a estratégia de rebalancear a carteira de investimentos.

Leia também: 5 dicas para escolher um bom profissional de investimentos

A importância do rebalanceamento da carteira

A técnica de rebalanceamento da carteira de investimentos consiste, de maneira geral, em ajustar o percentual dos ativos do portfólio de investimentos aos percentuais determinados em uma estratégia de alocação definida pelo investidor. Esta estratégia também é utilizada para realinhar a carteira de investimentos aos objetivos pessoais do investidor – que vão sendo alterados ao longo do tempo.

O objetivo de rebalancear a carteira de investimentos é, portanto, manter o equilíbrio do portfólio, de acordo com o perfil, estratégia e objetivos do investidor.

Existem, no entanto, diversos outros beneficios do rebalanceamento da carteira de investimentos para o investidor. Uma carteira rebalanceada, por exemplo, permite ao investidor manter uma boa rentabilidade no longo prazo.

Além disso, o hábito de rebalancear a carteira faz com que o investidor consiga enxergar outras oportunidades para composição do seu portfólio – muitas vezes, bastante interessantes – e que não seriam identificadas se o investidor não buscasse rebalancear a carteira periodicamente.

Como rebalancear a carteira e investimentos?

Muitos investidores adotam uma periodicidade para rebalancear a carteira de investimentos. Enquanto alguns procuram identificar melhorias a cada dois ou três meses, outros preferem escolher prazos mais elásticos para rebalanceamento de portfólio – como seis meses ou um ano. Esta periodicidade, portanto, fica a critério do próprio investidor.

Existem, ainda, aqueles que definem um determinado percentual de investimento em cada ativo e que aplicam o rebalanceamento de carteira quando o percentual estabelecido previamente não estiver sendo mantido. O mesmo pode ser dito dos investidores que fazem o rebalanceamento do portfólio a partir dos seus objetivos pessoais – que tendem a se alterar com o tempo.

Seja qual for sua escolha, o rebalanceamento da carteira de investimentos deverá ser realizado a partir da compra e venda de produtos financeiros, a fim de manter os ativos que estão alinhados às suas estratégias e retirar do portfólio aqueles que não fazem mais sentido para sua estratégia, fazendo a troca destes por ativos que melhor se encaixam aos seus objetivos enquanto investidor.

Na hora de rebalancear a carteira de investimentos, no entanto, não se esqueça de avaliar os custos que envolvem a compra e venda de ativos. Analise todas as suas opções e verifique a melhor maneira de fazer o rebalanceamento do portfólio com os menores custos possíveis.

Você não pode deixar de ler: 9 Taxas de investimentos que você precisa conhecer antes de investir

Gerencie sua carteira com o Gorila!

Print da tela de Rentabilidade Avançada na plataforma do Gorila.

E você, tem o hábito de rebalancear a carteira de investimentos? Para aplicar essa estratégia de forma prática você pode contar com o Gorila. No app você visualiza seus investimentos, analisa benchmarks, rendimentos e muito mais! Tudo para que o rebalancemento da sua carteira seja coerente com seus objetivos.

Conheça o nosso site ou baixe nosso app na Google Play Store ou Apple Store.

Curtiu o conteúdo? Continue acompanhando o Blog do Gorila e nos siga nas redes sociais: InstagramFacebookTwitterLinkedIn e Telegram

Controle seus investimentos com o Gorila

Não perca mais tempo com tabelas e planilhas. Conheça uma nova forma de acompanhar a rentabilidade da sua carteira de investimentos.

Controle seus investimentos com o Gorila

E tenha a plataforma mais completa para acompanhar a sua rentabilidade de forma rápida, fácil e transparente.

Leia mais

Leia mais

fintechs
ações

O jogo virou ou não para as fintechs?

Players de tecnologia reconhecem que é preciso cautela diante da bolha das fintechs. Entretanto, o amadurecimento da regulação no setor e o Open Finance, entre outros fatores, devem contribuir para que não seja “um inverno tão rígido”. Essa é a opinião de Guilherme Assis, CEO do Gorila.