Social Bank

Além de uma conta digital com cartão de crédito, empresa tem a função de empréstimo de pessoa para pessoa
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

SOUNDTRACK PARA OUVIR COM ESTE POST

O Gorilando continua dando sequência na análise de contas digitais disponíveis no mercado. Desta vez vamos falar sobre o Social Bank, que, segundo eles, se intitulam mais simples e humanos.

Apesar de levar o nome de Bank, a instituição não é um banco e sim uma fintech que oferece conta de pagamento regulamentada pelo Banco Central, assim como o Nubank, porém não conta com garantia do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Sabe como o FGC atua? Confira aqui

O primeiro detalhe que chama atenção no Social Bank é a possibilidade de apoiar pessoas emprestando dinheiro com um retorno de até 2% a.m. O Social Investiments permite escolher em quem vai investir e acompanhar os rendimentos. 

Tudo isso pelo aplicativo para celular. Dá para fazer empréstimos de até R$ 10 mil em 12 vezes com juros de até 2% a.m. A vantagem é que as taxas são bem menores do que um empréstimo tradicional. 

O apoiador ainda pode escolher como ajudar: pelo Social Cash, com dinheiro, ou pelo Social Pay, ajudando a quitar um boleto. Sim, a pessoa pode ajudar um terceiro a pagar uma conta de luz ou água, por exemplo. 

Vantagens

Além do empréstimo pessoal entre pessoas físicas, o Social Bank é também uma conta digital e oferece um cartão de crédito. Porém, é preciso primeiro fazer um depósito para então poder gastar nas compras. Na prática ele acaba virando um cartão de débito na função crédito. 

Com o Social Bank dá para pagar contas e boletos bancários, mas para ter um cartão físico é preciso desembolsar R$ 9,90 para a emissão do item. E se perder o cartão também precisa pagar a mesma quantia para ter outro. 

Para quem não tem muita disciplina com o dinheiro, o Social Bank tem uma função chamada Social Control onde a pessoa consegue criar quantas contas quiser para separar sua grana da conta principal.

Assim, dá para organizar quanto deixar para as despesas pessoais ou quem sabe uma parte para realizar algum objetivo ou investir. 

O Social Bank pode ser interessante para quem tem filho já que possui uma conta controlada pelos pais e utilizada pelos filhos. O Social Bank Kids possui algumas funcionalidades para que a criança cresça já entendendo um pouco das finanças.

Os pais é que escolhem onde o cartão pode ser usado, restringindo à restaurantes, lanchonetes, cinemas e papelarias por exemplo. 

E se você quiser fazer uma festinha ou uma viagem com os amigos dá pra organizar os gastos da vaquinha com a função Social Group

Desvantagens

Desvantagens

A ideia do empréstimo é bacana, mas como esse apoio é feito de pessoa para pessoa, o Social Bank não se responsabiliza caso haja um calote do tomador. O risco fica totalmente com quem empresta a grana. 

Além disso, para fazer algum saque na rede de caixas 24h há o custo de R$ 6,99 e nas lotéricas de R$ 5,99. Não há custo em transferências entre contas Social Bank, mas para fazer um DOC ou TED com outro banco tem que pagar R$ 5,99 por cada movimentação. E como já dissemos acima, tem o custo para confecção do cartão e para usar a função crédito primeiro tem que ter grana na sua conta. 

Opinião Gorila:

No geral, é interessante esse conceito de empréstimo de pessoa para pessoa, mas tem que ficar ligado porque os riscos ficam todos por conta de quem vai emprestar o dinheiro. O cartão de crédito não é muito legal porque para você usar primeiro precisa ter depositado o dinheiro na sua conta. Ele acaba quase virando um cartão de débito. Fora as taxas para fazer transferências. Há outras opções mais interessantes e menos custosas no mercado como já demos uma olhada.

Confira a Pontuação

[CARD 3201]

Curtiu?

Compartilhe essa informação nas redes sociais e siga o Gorila!


Leia mais no Guia de Bancos:

Controle seus investimentos com o Gorila

Não perca mais tempo com tabelas e planilhas. Conheça uma nova forma de acompanhar a rentabilidade da sua carteira de investimentos.

Controle seus investimentos com o Gorila

E tenha a plataforma mais completa para acompanhar a sua rentabilidade de forma rápida, fácil e transparente.

Leia mais

Leia mais

ações

Melhores ações julho 2022: altas e baixas

Veja as piores e melhores ações de julho: com alta de 4,69% no Ibovespa, o setor de varejo e de tecnologia tiveram leve recuperação, enquanto as mineradoras levaram a pior. Acompanhe o top 5!