Invisto em poupança, não nego. Posso melhorar?

Sabemos que a poupança é a porta de entrada de muitos investidores, mas será que ela é a melhor opção? Veja as características e rendimento.
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Atualizado em 13 de dezembro de 2021

Há quem diga que poupança não é investimento, mas a gente discorda disso. A poupança pode não ser o melhor investimento disponível no mercado financeiro, mas com certeza é a porta de entrada para muitos investidores. Até hoje, essa é a modalidade considerada mais popular e tradicional de investimento no Brasil.

Em um país onde a educação financeira é precária para grande parte da população, afirmar que poupança não é investimento significa fechar os olhos para muita gente. Embora, atualmente, existam diversos livros, sites, canais do YouTube e podcasts sobre finanças que nos ajudam a aprender mais sobre o assunto, sair da poupança e dar o próximo passo no mundo dos investimentos ainda é uma grande barreira para muitas pessoas.

Segundo o Banco Central, a famosa caderneta de poupança se encontra, desde setembro de 2020, com saldo (todo montante investido) superior a R$ 1 trilhão, maior patamar da série histórica, apesar de acumular captação negativa de R$ 43,1 bilhões em 2021. O principal fator capaz de explicar esse crescimento acelerado da poupança é o Auxílio Emergencial, que, desde o ano passado, vem sendo pago através da conta-poupança digital da Caixa Econômica Federal.

Nova regra de rendimento da poupança

Mas, se a poupança é tão utilizada, por que não é considerada um bom investimento? Ou, muitas vezes, nem é classificada como um investimento? O grande problema está no rendimento da caderneta que, até a última reunião do Copom, era de 0,45% ao mês. Mas como, no dia 8 de dezembro, o Comitê de Política Monetária decidiu, por unanimidade, elevar a meta para a taxa Selic em 1,50 p.p., para 9,25% ao ano, alguns aspectos para cálculo do rendimento da poupança irão mudar.

Com a Selic superior a 8,5%, seu rendimento volta a ser igual ao rendimento da “velha poupança”, que corresponde a um rendimento fixo de 0,50% ao mês (6,17% ao ano) mais a Taxa Referencial (que hoje se encontra zerada). Até então, o rendimento da poupança era igual a 70% da Selic mais a Taxa Referencial. 

Rendimento da poupança na prática

Com o rendimento levemente melhor, investir em poupança passa a valer a pena?

Apesar do pequeno aumento na rentabilidade, a poupança continua sendo um investimento inferior a seus pares em renda fixa, de igual segurança, como Tesouro Selic ou CDBs. Além disso, há o famoso aniversário mensal que faz com que o rendimento seja contabilizado apenas a cada 30 dias. Ou seja, se você deposita um dinheiro na poupança e o resgata antes de 30 dias, ele não rende nada.

Para exemplificar, veja o comparativo que montamos abaixo:

Investimento: R$5.000,00 aplicados pelo período de 12 meses, com o rendimento da poupança no último ano.


Fonte: Gorila

Deu para perceber o porquê a poupança é “desprezada” por quem estuda sobre investimentos, não é? Claro que ela tem seus benefícios, como a facilidade de abertura da conta e a isenção do IR. Por outro lado, existem investimentos muito mais atrativos no mercado. Pode até parecer pouca diferença. Porém, com o passar do tempo e o aumento dos valores investidos, a diferença da curva de rendimento será cada vez maior.

Fazendo um exercício com o novo rendimento, a poupança teria acumulado, no horizonte de um ano, um montante igual a R$ 5.308,50. Caso você tivesse investido em um CDB, mantendo a taxa Selic fixa em 9,25% (projeção bastante pretensiosa), seu valor líquido acumulado seria de R$ 5.377,37, ganho 22,3% superior.

Considerando ainda um ano em que a inflação acumulada já se encontra em 2 dígitos, investir na poupança é, além de deixar de ganhar dinheiro com outros investimentos, perder dinheiro pelo aumento de preços. Para quem investiu na poupança em dezembro de 2020, hoje já acumula uma perda real de 8,14%.

Leia também:
Rentabilidade real dos investimentos: aprenda o que é e como calcular

Ainda assim, se você acreditar que a poupança é o melhor e o mais confortável investimento para começar, não há nenhum problema nisso. Invista! Mas não deixe de estudar o mercado, ler sobre investimentos e dar o próximo passo para diversificar a sua carteira. Você vai perceber que ter o seu dinheiro “trabalhando por você” é muito mais gratificante do que somente “juntá-lo”. 

Quer acompanhar como sua poupança e outros investimentos estão rendendo?

No Gorila, o controle dos seus investimentos está em suas mãos. Cadastre-se e tenha uma visão geral dos rendimentos de sua carteira. Utilize também a nossa ferramenta de rentabilidade avançada e acompanhe o rendimento de cada um de seus ativos.

Tela de rentabilidade avançada do Gorila trazendo os investimentos divididos entre as classes, incluindo a poupança, e gráfico de rentabilidade
No Gorila, você encontra os ativos separados entre as classes e pode compará-los aos principais benchmarks

Quer ler mais sobre investimentos?

Aqui no blog a gente vai explicar todos os tipos de investimentos para você! Se quiser, pode começar com o artigo sobre o que são CDB’s.

Curtiu nosso conteúdo?

Compartilhe com seus amigos e curta nossos canais no FacebookInstagramTwitterLinkedIn e Telegram! Lá, você fica de olho nas novidades da plataforma do Gorila e recebe em primeira mão os novos artigos.

Controle seus investimentos com o Gorila

Não perca mais tempo com tabelas e planilhas. Conheça uma nova forma de acompanhar a rentabilidade da sua carteira de investimentos.

Controle seus investimentos com o Gorila

E tenha a plataforma mais completa para acompanhar a sua rentabilidade de forma rápida, fácil e transparente.

Leia mais

Leia mais

investimentos no exterior
ações

É um bom momento para fazer investimentos no exterior?

O Gorila levantou dados sobre investimentos no exterior que mostram a preferência daqueles com menos dinheiro por esse tipo de ativo. Convidamos o especialista em mercados globais, Marink Martins, para analisar e comentar todos os achados do levantamento. Confira.