China afrouxa políticas contra Covid

Morning Call 17-01-22
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Morning Call 30-05-22

Brasil

O índice futuro da bolsa brasileira iniciou a primeira sessão da semana em alta enquanto o dólar tombava, seguindo as expectativas de desaceleração da inflação americana. Na semana passada, o Ibovespa fechou em alta de 3,18%, impulsionado, principalmente, pelas petrolíferas e siderúrgicas, apesar da pouca liquidez no pregão de sexta-feira. Para essa semana, aguarda-se a divulgação do PIB do Brasil para o 1º trimestre, dados do mercado de trabalho e índices de preços da região.

Leia também:
Temporada de balanços: análise e principais resultados do 1T22

Ásia

Os principais mercados asiáticos fecharam o primeiro pregão da semana em forte alta, puxados pela recuperação e flexibilização das medidas de combate à Covid-19 adotadas na China. Dentre as cidades cujas regras foram flexibilizadas estão Xangai e Pequim. Em Pequim, o destaque ficou pela reabertura do comércio, enquanto, em Xangai, o governo local anunciou um pacote com 50 políticas para a retomada da atividade. O índice Xangai composto avançou 0,60% nesta segunda-feira e os índices Hang Seng (Hong Kong) e Nikkei (Japão) dispararam 2,06% e 2,19% respectivamente.

EUA

Os índices futuros de Nova York amanheceram em leve alta, após o fechamento positivo da última semana interromper a sequência de sete semanas em queda. Na semana, o Dow Jones avançou 6,2%, o S&P 500 subiu 6,5% e o Nasdaq saltou 6,8%. A agenda repleta de divulgações deve agitar os mercados nos próximos dias, enquanto as bolsas de Wall Street permaneceram fechadas hoje por conta do feriado do Memorial Day.

Europa

As bolsas europeias operavam em alta pela manhã, à medida que o bom humor atingia os mercados globais e a China anunciava novo pacote de estímulo bilionário a Xangai. Na Alemanha, a inflação de maio atingiu seu patamar mais elevado em quase cinquenta anos, acumulando alta de 7,9%, 40 bps acima do esperado, e variando 0,9% na comparação mensal.

Agenda

Em semana de divulgações agitadas, com publicação do PIB brasileiro e mercado de trabalho americano no radar, as expectativas de hoje se voltam para as comunicações do Instituto Brasileiro de Economia da FGV, no Brasil, e aos novos dados da Zona do Euro, no exterior. Internamente, a FGV divulgou os dados referentes à confiança no comércio e nos serviços de maio e o seu índice próprio de inflação, IGP-M. O mercado também aguarda o Resultado do Tesouro Nacional e os dados do Novo Caged, adiado para essa segunda-feira. Lá fora, as expectativas dominam a agenda internacional, à espera do sentimento econômico, expectativas de inflação e confiança do consumidor da Zona do Euro. Ao meio-dia, o conselheiro do Federal Reserve, Christopher Waller, deve fazer um pronunciamento.

Inscreva-se no nosso canal no Telegram

Acompanhe notícias e análises diárias do mercado financeiro.

Leia mais

Leia mais

Morning Call 17-05-22

Ibovespa retoma sequência de altas

Morning Call 12-08-22 Brasil O índice Bovespa interrompeu sua sequência de sete pregões em alta na última quinta-feira, recuando 0,47% e fechando abaixo dos 110 mil pontos. O dólar também retomou sua alta, após semana

Morning Call 17-05-22

Prévia do PIB salta 0,69% em junho, acima das projeções

Morning Call 15-08-22 Brasil Após bons resultados econômicos domésticos e internacionais na semana passada, o principal índice da bolsa brasileira disparou quase 6%, fechando o pregão da sexta-feira acima dos 112 mil pontos. Pela manhã,

Morning Call 17-05-22

Petrobras anuncia 3º corte na gasolina

Morning Call 16-08-22 Brasil Apesar do maior pessimismo com a economia global, a bolsa de valores brasileira deu continuidade a sua trajetória recente de altas, encerrando acima dos 113 mil pontos, enquanto as taxas futuras