BlackRock lança BDRs de ETF de renda fixa americana

Morning Call 17-01-22
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Morning Call 14-02-22

Morning Call 14-02-22

Bolsa

Os principais índices de ações pelo mundo operavam em queda, assim como o Ibovespa nesta manhã, com variação de -0,20%, aos 113.350 pontos. Os problemas na Ucrânia, possível mudança no cenário de aperto monetário europeu e divulgação de dados macroeconômicos americanos podem afetar as negociações.

Boletim Focus

O Boletim Focus, pesquisa semanal do Banco Central do Brasil sobre a economia, divulgou as expectativas para a economia brasileira nesta segunda-feira pela manhã. Para este ano, a pesquisa prevê uma SELIC em alta, chegando a 12,25%, enquanto a inflação continuou aumentando, com queda na taxa de câmbio por outro lado. Já para 2023 houve uma diminuição no PIB, com uma queda também na taxa de câmbio, enquanto a SELIC e a inflação permaneceram estáticas. 

Oi cancela negociação de seus ADRs

A Oi informou que pediu o cancelamento de negociação de seus ADRs (American Depositary Receipts), recibos de ações negociados no mercado americano, à SEC, órgão regulador dos EUA. Os ativos eram negociados com códigos OIBZQ e OIBRQ, com o cancelamento não afetando de nenhuma maneira a listagem brasileira, sob o código OIBR3 e OIBR4. 

Estreiam hoje BDRs de ETFs de renda fixa

A BlackRock, uma grande gestora de ativos, anunciou o lançamento dos primeiros BDRs de ETFs de renda fixa na B3. Serão seis ativos estreantes, que acompanham diferentes títulos do governo estadunidense. O movimento aconteceapós a autorização da B3 em listar ETFs de renda fixa, juntamente a outros tipos de produtos permitidos também para as pessoas físicas. 

Baixe nosso e-book e aprenda tudo sobre BDRs:
E-book – BDRs: o que são e como investir

Moedas

Dividido pela manhã deste primeiro dia de operações na semana, o mercado de câmbio permanecia com sentimentos mistos em relação ao real. Com os problemas geopolíticos na Europa, os investidores podem ficar inseguros em tomar riscos ao redor do mundo, com uma possível crise provinda por uma possível guerra e suas consequências econômicas. 

Europa

Os índices europeus chegavam pela manhã a patamares mínimos nos últimos 20 dias, liderados pelos setores financeiro, de viagens e automóveis, após as notícias negativas sobre o conflito entre Ucrânia e Rússia. As quedas ocorriam de maneira unânime nos países e setores europeus, enquanto o setor de energia observava a queda mais branda, com a perspectiva de alta nos custos de energia.

Ásia

Em queda de maneira generalizada, os índices asiáticos refletiam os temores sobre a declaração do governo chinês, que não pretende utilizar o ramo imobiliário para estimular a economia no curto prazo. Apesar disso, o banco central chinês conterá os riscos financeiros sistêmicos, atendendo às demandas de financiamento, sem estímulos econômicos fortes.

*Conteúdo elaborado pela Inside

Além do Morning Call 14-02-22, acompanhe as notícias e análises de mercado pelo nosso canal do Telegram 

Inscreva-se no nosso canal no Telegram

Acompanhe notícias e análises diárias do mercado financeiro.

Leia mais

Leia mais

Morning Call 17-05-22

Inflação recua 0,68% em julho

Morning Call 09-08-22 Brasil Sem grandes agitações no cenário internacional, o índice Bovespa seguia sua trajetória de valorização pela manhã, retomando a casa dos 109 mil pontos. Em dia de importantes divulgações para a economia

Morning Call 17-05-22

Rússia suspende fluxo de petróleo em oleoduto na Europa

Morning Call 10-08-22 Brasil Descolado dos mercados internacionais, o índice Bovespa registrou sua sexta alta consecutiva no dia de ontem, avançando 0,23%, puxado pelo bom desempenho das blue chips brasileiras. O mercado ainda digere os

Morning Call 17-05-22

Nos EUA, resultado do CPI vem abaixo do esperado

Morning Call 11-08-22 Brasil O principal índice da bolsa brasileira registrou a sétima alta consecutiva no pregão da última quarta-feira, retomando a casa dos 110 mil pontos, maior patamar verificado desde junho. O dólar também