Apagão de dados no BC: a greve continua

Morning Call 17-01-22
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Morning Call 11-04-22

Morning Call 11-04-22

Brasil

O principal índice do mercado brasileiro encerrou a última sexta-feira no negativo, acumulando queda de 2,67% na semana, maior baixa desde o início de março. O resultado foi influenciado principalmente pela divulgação da ata do Fed, que trouxe acenos para uma aceleração do processo de aperto monetário, e pelos novos dados para a inflação de março, a qual atingiu seu maior patamar para o mês em 28 anos, o que deve fazer com que o Banco Central do Brasil avance em campos ainda mais contracionistas. Pela manhã, o Ibovespa Futuro abriu em queda de 0,67%, enquanto o dólar comercial avançava para R$ 4,71.

Banco Central

O Relatório Focus não foi ao ar pela segunda semana consecutiva devido à greve dos servidores do Banco Central, que exigem reajustes salariais e reestruturação das carreiras. O mercado começa a se preocupar com o “apagão de dados” ao passo que a divulgação de indicadores importantes para a economia brasileira está atrasada, como os dados de atividade e estatísticas de crédito, o que também deve começar a respingar sobre a próxima reunião de política monetária do Copom, prevista para maio. Hoje, o Presidente do Banco Central, Roberto Campos, participa do evento “O cenário econômico e a Agenda BC#”.

Leia também:
Indicadores Econômicos: conheça os principais e a sua importância

Europa

As bolsas europeias encerraram a última semana em alta, puxadas pelo otimismo do mercado de Nova York, apesar das novas sanções econômicas impostas sobre a Rússia reduzirem a oferta de carvão ao continente e as atas das últimas decisões de política monetária da Zona do Euro e do Fed elevarem as expectativas para as taxas de juros futuras. 

Pela manhã, os mercados europeus operavam sem direção única, com forte queda das ações de tecnologia puxadas pela apreensão do mercado diante da decisão de política monetária do Banco Central da Europa, que deve ocorrer nesta quinta-feira, e pelos novos dados para a inflação da China. Do lado negativo, as bolsas da Inglaterra e da Alemanha recuavam 0,69% e 0,89%, respectivamente. Do lado positivo, o índice francês, PCAC, amanheceu em alta de 0,36%, após primeiro turno das eleições presidenciais movimentar o mercado durante o final de semana. Assim como em 2017, o atual presidente, Emmanuel Macron, e a líder da extrema-direita, Marine Le Pen, devem disputar o segundo turno.

Ásia

Os mercados asiáticos encerraram essa segunda-feira em forte queda, puxados pelo desempenho surpreendente da inflação chinesa e pela perduração da política de “Covid Zero” nas principais cidades do país. A inflação ao produtor avançou 8,3% no acumulado dos últimos 12 meses, enquanto a inflação anual ao consumidor saltou 1,5% em março, em meio ao enfrentamento do maior surto de coronavírus desde o início da pandemia. Ao longo do final de semana, romperam-se diversos protestos em Xangai, contrários à rigidez dos lockdowns impostos e preocupados com o racionamento de alimentos. O índice de Xangai recuou 2,61%, o índice de Hong Kong tombou 3,03% e o índice do Japão caiu 0,61%.

EUA

Os índices futuros de Nova York amanheceram em ligeira queda por conta dos novos dados para a inflação chinesa e pela preocupação com as divulgações dessa semana. Durante o final de semana, o treasury de 10 anos alcançou sua máxima desde março de 2019, aos 2,75%, à medida que o mercado acompanha o acirramento da política monetária dos EUA. Hoje, diversos dirigentes do Fed devem discursar, dando mais indicações a respeito dos novos caminhos que a política monetária norte-americana deve percorrer, enquanto dados da inflação ao consumidor devem ser divulgados amanhã. Ainda hoje, inicia-se a temporada de balanços do primeiro trimestre de 2022, com resultados de grandes bancos e empresas no radar.

Além do Morning Call de 11-04-22, acompanhe as notícias e análises de mercado pelo nosso canal do Telegram.

Inscreva-se no nosso canal no Telegram

Acompanhe notícias e análises diárias do mercado financeiro.

Leia mais

Leia mais

Morning Call 17-05-22

Inflação recua 0,68% em julho

Morning Call 09-08-22 Brasil Sem grandes agitações no cenário internacional, o índice Bovespa seguia sua trajetória de valorização pela manhã, retomando a casa dos 109 mil pontos. Em dia de importantes divulgações para a economia

Morning Call 17-05-22

Rússia suspende fluxo de petróleo em oleoduto na Europa

Morning Call 10-08-22 Brasil Descolado dos mercados internacionais, o índice Bovespa registrou sua sexta alta consecutiva no dia de ontem, avançando 0,23%, puxado pelo bom desempenho das blue chips brasileiras. O mercado ainda digere os

Morning Call 17-05-22

Nos EUA, resultado do CPI vem abaixo do esperado

Morning Call 11-08-22 Brasil O principal índice da bolsa brasileira registrou a sétima alta consecutiva no pregão da última quarta-feira, retomando a casa dos 110 mil pontos, maior patamar verificado desde junho. O dólar também