Ibovespa encerrou março com ganhos de 6,06%

Morning Call 17-01-22
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Morning Call 01-04-2022

tabela do Morning Call 01-04-2022

Brasil

O principal índice do mercado brasileiro, Ibovespa, recuou 0,22% no último pregão do mês, mas encerrou março com ganhos de 6,06%, aos 119.999 pontos. O dólar voltou a cair na última quinta-feira e já acumula baixa de 15,30% no ano. No mês, a moeda americana recuou 7,65% frente ao real.

Os juros futuros também voltaram a cair no dia de ontem, seguindo a retração do preço das commodities após anúncio de ampliação da produção de petróleo pelos países membros da OPEP e de injeção de um milhão de barris de petróleo por dia, pelo governo norte-americano de suas reservas estratégicas no mercado, pelos próximos seis meses. O DI jan/23 caiu 5.5 bps e o DI jan/31 tombou 13 bps.

Europa

As bolsas europeias amanheceram no campo positivo, puxadas pela valorização dos grandes bancos. Apesar do conflito entre Rússia e Ucrânia seguir sem resolução, a Europa está otimista com as negociações que devem ser retomadas nesta sexta-feira de maneira online. Em meio ao estrangulamento econômico da Rússia, alguns países europeus começam a se preocupar com a continuidade do fornecimento de gás natural à medida que Putin ameaça interromper exportações a não ser que o pagamento da commodity seja feito em rublos. Pela manhã, DAX, FTSE e PCAC avançavam 0,44%, 0,25% e 0,35%, respectivamente.

Ásia

Os principais mercados asiáticos encerraram o pregão do primeiro dia do mês sem direção única. Os conflitos do leste europeu seguem no radar, mas dados fracos em relação à atividade derrubaram as expectativas do mercado. No Japão, o índice Nikkei caiu 0,56%, após relatório do BoJ revelar queda da confiança da indústria local. Na China, com as preocupações acerca do novo surto de covid-19 mais controladas, o índice Xangai Composto avançou 0,91% e a bolsa de Hong Kong subiu 0,19%.

EUA

Os índices futuros de Nova York operavam positivos pela manhã, apesar do fechamento negativo da última quinta-feira. Pela manhã, o mercado aguarda dados do mercado de trabalho americano que, se vierem mais positivos do que o esperado, devem intensificar o processo de aperto monetário pelo Banco Central dos EUA.

Ibovespa

O Ibovespa encerrou o mês de março com fortes altas e apenas 18, das 91 ações que compõem o índice, no campo negativo. Entre os ganhos, destacam-se os papéis da CVC (+33%), Kroton (+26%) e Qualicorp (+25%), enquanto do lado negativo estão os ativos da Embraer (-15%), Braskem (-7%) e Petro Rio (-7%).

Leia também:
Penny stocks: saiba como funcionam as ações que valem centavos

Divulgações

Para hoje, teremos a divulgação do Índice de Confiança Empresarial, pela FGV, e da Balança Comercial brasileira de março. Os mercados amanhecem apreensivos com a divulgação do Relatório de Payroll americano, além da divulgação do PMI Industrial e da inflação da Zona do Euro.

Além do Morning Call de 01-04-22, acompanhe as notícias e análises de mercado pelo nosso canal do Telegram.

Inscreva-se no nosso canal no Telegram

Acompanhe notícias e análises diárias do mercado financeiro.

Leia mais

Leia mais

Morning Call 17-05-22

Ibovespa retoma sequência de altas

Morning Call 12-08-22 Brasil O índice Bovespa interrompeu sua sequência de sete pregões em alta na última quinta-feira, recuando 0,47% e fechando abaixo dos 110 mil pontos. O dólar também retomou sua alta, após semana

Morning Call 17-05-22

Prévia do PIB salta 0,69% em junho, acima das projeções

Morning Call 15-08-22 Brasil Após bons resultados econômicos domésticos e internacionais na semana passada, o principal índice da bolsa brasileira disparou quase 6%, fechando o pregão da sexta-feira acima dos 112 mil pontos. Pela manhã,

Morning Call 17-05-22

Petrobras anuncia 3º corte na gasolina

Morning Call 16-08-22 Brasil Apesar do maior pessimismo com a economia global, a bolsa de valores brasileira deu continuidade a sua trajetória recente de altas, encerrando acima dos 113 mil pontos, enquanto as taxas futuras