Como funciona o direito de subscrição de FIIs

O direito de subscrição de FIIs privilegia quem já investe no momento de adquirir novas cotas. Saiba mais sobre esse benefício!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Os Fundos de Investimento Imobiliário (FIIs) ficaram bastante populares pelo seu rendimento que acontece quase todo mês na carteira. Sabia que os cotistas podem exercer o direito de subscrição de FIIs? Quer saber então como funciona esse direito? Neste artigo vamos responder essa e outras questões, vamos lá!

O que são FIIs?

Os fundos imobiliários são uma modalidade de investimento no mercado imobiliário com várias vantagens. Algumas delas são: dispensa a aquisição de imóveis, não precisa lidar com burocracias, inquilinos e nem IPTU.

A administração do fundo é feita por um gestor profissional e o investidor interessado em FIIs precisa adquirir cotas para participar do investimento.

É interessante notar que os FIIs pertencem ao mercado de renda variável e o custo de uma cota é bastante inferior ao preço total de um imóvel. Outra vantagem considerável é o recebimento de dividendos, ou seja, geração de renda passiva. Isso acontece porque os lucros dos títulos imobiliários ou dos imóveis que compõem os FIIs são distribuídos entre os cotistas, já que os dividendos caem mensalmente devido ao aluguel dos imóveis.

Outro benefício dessa modalidade é que, ao investir, você está diversificando sua carteira. Isso porque geralmente um mesmo fundo pode conter vários empreendimentos em seu portfólio. Além disso, os preços das cotas costumam sofrer menos oscilações que ações.

O que é o direito de subscrição de FIIs?

Tudo começa quando uma empresa precisa levantar recursos no mercado financeiro, mas já fez IPO (oferta pública inicial). Nesse caso, a melhor opção é fazer um follow on (oferta secundária de cotas) e oferecer mais cotas ao mercado, dando direito de subscrição aos cotistas que já investiram. 

Esse direito de subscrição de FIIs significa a preferência dada aos cotistas sobre a aquisição de novas cotas lançadas na bolsa. Dessa forma, o cotista pode manter seu percentual de participação no FII. 

Na prática isso significa que, se um cotista possui, por exemplo, 10% do patrimônio do FII, com a oferta de novas cotas esse percentual será reduzido. Porém, exercendo o direito de subscrição, ele poderá manter seu percentual anterior. É interessante frisar que, por se tratar de um direito, fica a critério do investidor escolher se vai exercê-lo. Em alguns casos o  cotista pode, inclusive, vender seu direito de subscrição.

Como exercer o direito de subscrição de FIIs

Assim que um fundo decide emitir novas cotas, ele divulga uma prospecção sobre as regras da oferta. Nesse documento constam o preço, data, prazos, entre outros detalhes. O cronograma para a subscrição de FII é então disponibilizado no site da B3 e também no site de Relações com Investidores (RI) do fundo. O cotista verá em sua carteira a informação de subscrição com o código do FII e tendo como final o número 12.

Os direitos de subscrição são partilhados  entre os seus cotistas atuais seguindo o fator de distribuição determinado no prospecto emitido. Normalmente o fator de distribuição é um número menor que 1. Por exemplo, caso o FII determine que o valor de distribuição será de 0,5, cada 10 cotas possuídas pelo investidor lhe garantem 5 direitos de subscrição. 

Atente-se: a quantidade de direitos de subscrição devem formar números inteiros, desconsiderando a casa decimal. Por exemplo, caso o cotista tenha 0,7 direito, ficará sem nenhum. De outra forma, se tiver 2,6 direitos, terá na prática apenas 2.

Vantagens da subscrição de FIIs

Além de ter prioridade na compra de novas cotas de FIIs, há também outras vantagens para o investidor. Confira!

  • Possibilidade de lucro: não é uma regra visto que o preço atual de mercado pode estar inferior ao preço de exercício, bem como, após exercê-las, vir a cair também. Porém, ao comprar novas cotas por valores inferiores ao que será oferecido no mercado, é possível baixar a média e assim ter um lucro maior quando for vender as cotas no futuro.
  • Manutenção da participação: ao comprar novas cotas pelo direito de subscrição você evita que sua participação seja diluída.

Agora que você já sabe sobre como funciona o direito de subscrição de FIIs leia também: Como funcionam os fundos de investimentos.

Após exercer o direito de subscrição do FII, você acompanha as posições no Gorila. Isso vale tanto para os fundos imobiliários quanto ações.

Acompanhe seus FIIs através do Gorila

No Gorila, você acompanha a rentabilidade da sua carteira de investimentos, além dos eventos da carteira como o recebimento de dividendos de FIIs. 

[add gráfico da tela de eventos da carteira com rendimento de fiis (a tela deve ser a mesma onde aparecerão a subscrição)]

Você pode adicionar os ativos manualmente ou integrar a conta da sua corretora ao Gorila. Não perca mais tempo com planilhas para acompanhar seus investimentos! 

Siga nossas mídias para não perder as próximas matérias: Facebook, Instagram, Twitter, Linkedin e Telegram!

Controle seus investimentos com o Gorila

Não perca mais tempo com tabelas e planilhas. Conheça uma nova forma de acompanhar a rentabilidade da sua carteira de investimentos.

Controle seus investimentos com o Gorila

E tenha a plataforma mais completa para acompanhar a sua rentabilidade de forma rápida, fácil e transparente.

Leia mais

Leia mais

advisor excepcional
advisor

3 dicas definitivas para ser um advisor excepcional

Guilherme Miziara, Head B2B do Gorila, revela características essenciais para ser um advisor excepcional: intensidade, conhecimento técnico sobre investimentos e afinidade com as tecnologias disponíveis para o profissional da área. Leia o artigo e entenda!