CFA – Veja tudo sobre essa certificação!

Veja o que é a certificação CFA (Chartered Financial Analyst), para que serve e quais os conteúdos exigidos para ser aprovado.
cfa
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

O CFA é visto mundialmente como um comprovante de conhecimento sobre finanças e investimentos, por isso é considerado uma das certificações mais importantes do mercado financeiro. 

Neste artigo vamos ver quais os conteúdos exigidos para ser aprovado no CFA, como funcionam as provas e quanto tempo de estudo se deve dedicar. 

O que é a Certificação CFA?

A certificação CFA (Chartered Financial Analyst) é uma habilitação mundialmente reconhecida destinada a quem deseja atuar como analista financeiro e de investimento.

O CFA atesta que o aprovado tem conhecimento avançado em técnicas e ferramentas financeiras, e devido ao seu alto nível de exigência, é muito bem visto pelo mercado financeiro e muitos empregadores criam vagas exclusivas para analistas CFAs.

O que é necessário para tirar o CFA?

Estima-se que existam menos de 1.200 profissionais com CFA no Brasil, uma vez que, em média, apenas 15% dos candidatos que realizam as provas são aprovados nas 3 fases.

Isso porque o CFA é uma certificação muito rigorosa. Além de ser aprovado nas 3 fases do exame, existem outros pré-requisitos, como:

  • Comprovar 4 anos de experiência profissional na área de finanças;
  • Assinar o código de conduta e ética;
  • Se tornar membro do CFA Institute.

Como funciona cada etapa do CFA?

O CFA é aplicado em três etapas, em inglês. Todas ocorrem em junho, exceto o Nível 1, que também tem a opção de ser realizada em dezembro. Aqui no Brasil, os exames ocorrem somente nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.

O candidato deve passar nos três níveis em sequência, isto é, não pode pular nenhum nível, nem receber um título parcial de Chartered Financial Analyst.

CFA Level 1

A primeira fase exige conhecimentos básicos de investimentos, como:

  • Análise de Relatórios Financeiros;
  • Ética;
  • Economia;
  • Finanças Corporativas;
  • Investimentos em Ativos e em Renda Fixa.

CFA Level 2

Aborda questões mais complexas, com destaque para:

  • Análise de investimentos;
  • Relatórios financeiros;
  • Valorização de ativos.

O grande diferencial desta etapa é a necessidade de resolução de mini-cases de  análises contábeis. 

CFA Level 3

No último nível da certificação, todo o conteúdo das outras provas podem ser cobrados. A diferença está na presença de questões discursivas, que exigem boa capacidade de argumentação e domínio do inglês do candidato.

Custo do CFA

As provas têm custos diferentes dependendo do nível e da antecedência com que o candidato se inscreve. 

  • Taxa de inscrição do CFA é de US$ 450. 
  • Valor de cada exame, com 8 meses de antecedência, é de US $650.
  • Valor de cada exame, com 4 meses de antecedência, é de US $950.
  • Valor de cada exame, com 3 meses de antecedência, é de US $1380.
  • Custo para ser detentor do título de Chartered Financial Analyst, pago por ano, é de US$ 350.

Além disso, há cursos preparatórios para quem deseja aumentar as chances de aprovação, mas que também tem custo elevado. Por exemplo, em 2020 o valor do curso presencial da CFA Society Brazil, de 38 horas/aulas, era de R$1.900. 

Como se preparar para a prova da certificação CFA?

Com ou sem um curso preparatório, a dedicação exigida para se certificar com o CFA será alta. Confira algumas dicas para se preparar para este desafio:

  • Busque vídeo-aulas, artigos e outros conteúdos sobre o CFA na internet.
  • Planeje sua rotina de estudos com um cronograma detalhado dos conteúdos.
  • Faça simulados com as provas anteriores.
  • Se você não tem nenhuma experiência no mercado financeiro, busque o quanto antes entrar no ramo, uma vez que essa certificação exige ao menos quatro anos de experiência profissional na área financeira.
  • Tenha persistência. Mesmo que não tenha sucesso na primeira tentativa, não desista! 

Conheça a Helô Cruz: mãe, investidora e certificada com o CFA1 milhão de investidoras na bolsa e é só o começo

Onde o profissional com CFA atua?

Normalmente, o profissional trabalha como gestor de investimentos ou analista de mercado, mas também há quem atue com investment banking, fusões e aquisições, trade, research, private equity e diversas outras profissões do mercado.

Vale ressaltar que não existe exigência de CFA para nenhuma profissão. No entanto, a certificação é tão renomada que abre muitas portas ao aprovado.

Além disso, os membros do CFA Society têm acesso a vagas exclusivas e direito a participar de eventos com outras personalidades importantes do mercado.

Outra vantagem é que, por ser mundialmente reconhecida, os profissionais brasileiros com essa certificação se igualam em nível de conhecimento dos estrangeiros, propiciando a disputa justa de empregos no exterior.

Veja também: Conheça as certificações do mercado financeiro

Use o Gorila

O Gorila é o melhor consolidador de carteiras do mercado. Em um único lugar, todos os ativos da carteira são reunidos e analisados. Além disso, há o GorilaPRO, versão destinada aos profissionais do mercado, que oferece uma nova experiência para gerenciar o seu escritório e seus clientes.

Profissionais com CFA podem utilizar o GorilaPRO
No GorilaPRO, os profissionais podem extrair relatórios, acompanhar diferentes carteiras e calcular a rentabilidade dos investimentos automaticamente

Mais conteúdos

Você já faz parte do nosso canal do Telegram? Lá enviamos análises diárias sobre a economia global e notícias do mercado financeiro.

Siga também nossas outras mídias: Facebook, Instagram, Twitter e Linkedin

Controle seus investimentos com o Gorila

Não perca mais tempo com tabelas e planilhas. Conheça uma nova forma de acompanhar a rentabilidade da sua carteira de investimentos.

Controle seus investimentos com o Gorila

E tenha a plataforma mais completa para acompanhar a sua rentabilidade de forma rápida, fácil e transparente.

Leia mais

Leia mais