Início » Sobre o Gorila » Se o Gorila é gratuito, como ele se mantém?

Se o Gorila é gratuito, como ele se mantém?

Em setembro de 2019 o Gorila recebeu investimento!

Nessa primeira grande rodada, liderada pelo fundo americano Ribbit Capital, conseguimos captar R$ 35 milhões. Também participaram do investimento os fundos brasileiros monashees, o Canary e o Iporanga.

O fundo Ribbit é investidor de diversas fintechs pelo mundo, como BREX e Robinhood nos Estados Unidos e Nubank, Warren e Guiabolso no Brasil. Já os fundos brasileiros monashees, é sócio da Magnetis e do Neon; o Canary, tem em seu portfólio a Loft; e o Iporanga, primeiro investidor da Loggi e do próprio Gorila.

O nosso objetivo principal é investir no produto para entregar a melhor solução possível a nossos clientes. Dessa forma, o aporte vai ser usado para contratar mais pessoas, além do desenvolvimento de mais funções na plataforma. Já estamos com 45 funcionários, mas a ideia é logo aumentar o time para 60 ou 70 pessoas.

Entre as funcionalidades que estão na fila para serem oferecidas aos clientes estão a possibilidade de incluir também investimentos offshore (no exterior), de corretoras que não tenham filial no Brasil e o cálculo de impostos dos investimentos. Esse, aliás, é um dos pontos que vários clientes pedem e consideramos que facilitaria ainda mais a vida do investidor já conferir a rentabilidade descontado os impostos.

Além disso, estamos negociando diversas parcerias com corretoras, bancos e plataformas de investimento. Isso otimizaria o processo já que os dados seriam automatizados e o cliente não precisaria inserir manualmente as aplicações e resgates.

Quer ver como o Gorila funciona?
Esta informação foi útil?
38
1

Leia mais sobre esta categoria: