Quais são os principais benchmarks dos investimentos

Funcionando como uma referência para acompanhar o resultado das aplicações, CDI, Ibovespa e IPCA são alguns dos benchmarks dos investimentos.
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Atualizado em 10 de novembro de 2020

Primeiramente, precisamos saber que os benchmarks dos investimentos são uma referência de mercado para que o investidor possa acompanhar se o investimento está indo bem ou mal. Basicamente, ele funciona como uma régua onde você avalia se o resultado da aplicação está como desejado. Lembrou que no Gorila tem um gráfico no qual você observa a rentabilidade do seu patrimônio comparada ao respectivo benchmark?

Então, vamos agora conhecer quais são os principais benchmarks dos investimentos. O CDI (Certificado de Depósito Interbancário), como você já deve ter ouvido falar, é o indicador que melhor representa o mercado de renda fixa, uma vez que sua variação é muito próxima da Selic (a nossa famosa taxa básica de juros). Assim, se você decidir aplicar em CDBs, LCs, LCIs e LCAs, deve ficar de olho no valor do CDI para não ficar no prejuízo. 

Já se suas aplicações estão concentradas no mercado de renda variável, como em ações e fundos de ações, você deve ficar atento ao índice Bovespa (Ibovespa). Ele é o mais importante indicador do desempenho médio das cotações das ações negociadas na B3 –  Brasil, Bolsa, Balcão

Principais benchmarks

No mercado, alguns títulos do Tesouro Direto utilizam o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor) como forma de indexar a rentabilidade dos investimentos e se proteger da inflação. Esse índice mede, mensalmente, o custo de vida de famílias brasileiras com renda mensal entre 1 e 40 salários mínimos, de acordo com cálculo do IBGE. É interessante que os títulos atrelados ao IPCA costumam ser vantajosos para quem deseja investir com segurança, visando um prazo mais longo. 

Existem ainda outros índices relacionados aos investimentos como, por exemplo, o IGP-M (voltados para a manutenção do poder de compra referente a um montante financeiro), Ptax (para investimentos atrelados à variação cambial) e o IBrX – Índice Brasil, que avalia o retorno de uma carteira teoricamente composta pelas cem ações mais negociadas na bolsa. 

O IFIX é outro benchmark dos investimentos muito utilizado por quem investe em fundos imobiliários. Já o USDBRL é ideal quando a pessoa tem investimentos no exterior e quer saber como está a rentabilidade tendo o dólar como parâmetro. 

Leia também

Como investir no exterior sem sair do Brasil

Vale lembrar que há dois tipos de fundos de investimento: os de gestão ativa e os de gestão passiva. A diferença entre eles é que o primeiro visa superar um determinado benchmark enquanto que o segundo busca apenas seguir sua variação. 

Dentro da plataforma do Gorila você consegue controlar ativos em Renda Fixa, Variável, Fundos Multimercado, Moedas, Criptomoedas e Investimentos no exterior, além de compará-los com vários benchmarks dos investimentos. São eles: CDI, Ibovespa, IPCA, IFIX, IGPM e USDBRL. 

Sabe se os seus investimentos estão batendo pelo menos o CDI? Descubra no Gorila

Aproveite para compartilhar este artigo com os amigos e siga nossas redes sociais: Facebook, Instagram, Twitter e Linkedin!

Controle seus investimentos com o Gorila

Não perca mais tempo com tabelas e planilhas. Conheça uma nova forma de acompanhar a rentabilidade da sua carteira de investimentos.

Controle seus investimentos com o Gorila

E tenha a plataforma mais completa para acompanhar a sua rentabilidade de forma rápida, fácil e transparente.

Leia mais

Leia mais