Prêmio Nobel: veja como a premiação foi criada e curiosidades

Dividido em cinco categorias, o Prêmio Nobel é um reconhecimento mundial entregue a pessoas que realizaram pesquisas e descobertas benéficas à humanidade
premio nobel
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

SOUNDTRACK PARA OUVIR COM ESTE POST

Anualmente, você deve ver no noticiário os ganhadores do Prêmio Nobel, não é mesmo? Mas sabe como surgiu a premiação? Continue a leitura porque o Gorilando vai explicar como foi criado o Prêmio Nobel, além de algumas curiosidades. 

O Prêmio Nobel é um reconhecimento mundial, organizado pela fundação homônima, e entregue a pessoas ou organizações que realizaram, no ano precedente, pesquisas e descobertas benéficas à humanidade. A cerimônia acontece todos os anos, no dia 10 de dezembro, na Suécia e na Noruega.

História da premiação

O químico sueco Alfred Nobel inventou dois famosos explosivos: dinamite e balistita. Porém, ele se sentiu culpado pelo mal que suas invenções teriam causado ao mundo. Foi aí que em seu testamento ele colocou que queria que sua fortuna fosse usada para homenagear pessoas que houvesse colaborado com o bem-estar da humanidade.

A Fundação Nobel foi criada só depois de cinco anos da morte de seu idealizador. Os primeiros prêmios foram entregues no dia 10 de dezembro de 1901, no Conservatório Real de Estocolmo.

Categorias do Prêmio Nobel

Quem vence o Prêmio Nobel são pessoas que, de certa forma, realizaram pesquisas e contribuições de grande valor para o ser humano, em cinco categorias. São elas: Física, Química, Medicina, Literatura e Paz. Mas você deve estar se perguntando sobre a categoria de Economia, certo?

O Gorila esclarece que apesar de o prêmio de Economia ser entregue na mesma cerimônia, ele não está ligado a Alfred Nobel. Em 1968, o Banco Central da Suécia (Riksbank), o mais antigo do mundo, criou o intitulado “Prêmio do Banco da Suécia em Ciências Econômicas em memória de Alfred Nobel”. 

Vencedores do Prêmio Nobel 2019

Nobel de Química: John B. Goodenough, M. Stanley Whittingham e Akira Yoshino pelo desenvolvimento de baterias de íons de lítio, usadas em celulares e carros elétricos.

Nobel de Física: James Peebles, Michel Mayor e Didier Queloz pela descoberta do primeiro planeta fora do Sistema Solar que orbita uma estrela semelhante ao Sol.

Nobel de Medicina: William G. Kaelin Jr., Peter J. Ratcliffe e Gregg L. Semenza pelo estudo sobre como as células detectam e se adaptam à disponibilidade de oxigênio. 

Nobel de Literatura: Olga Tokarczuk ganhou o prêmio referente ao ano de 2018, quando a academia cancelou a premiação após um escândalo sexual. Já Peter Handke recebeu o prêmio de 2019 como um dos escritores mais influentes da Europa após a Segunda Guerra Mundial. 

Nobel da Paz: Abiy Ahmed Ali pela iniciativa para resolver o conflito de fronteira com a vizinha Eritreia, no leste da África. 

Conheça os premiados com o Nobel de Economia 2019 

Em 2019, Nobel de Economia foi para o trio Abhijit Banerjee, Esther Duflo e Michael Kremer por seus trabalhos no combate à pobreza. Eles também são destaque do nosso Figuras do Mercado desta semana. Acompanhe nas nossas mídias. 

Segundo o júri, as pesquisas dos vencedores mostram que a questão da pobreza pode ser combatida de forma mais eficiente se dividida em questões menores e mais precisas em áreas como educação e saúde, e a partir de experimento de campo em países como Quênia e Índia. 

Os três economistas vão compartilhar o prêmio de 9 milhões de coroas suecas, ou US$ 1 milhão (equivalente a R$ 4,10 milhões). A cerimônia de entrega do Nobel será no dia 10 de dezembro, data de aniversário da morte de seu idealizador, Alfred Nobel. 

Abhijit Banerjee

Nascido na Índia, em 1988, ele conseguiu o título de Ph.D. pela Universidade de Harvard, em Cambridge, nos Estados Unidos. Banerjee é professor de Economia da Ford Foundation no Massachusetts Institute of Technology (MIT), nos EUA. 

Esther Duflo

De origem francesa, Duflo obteve o título de Ph.D. em 1999 do Massachusetts Institute of Technology (MIT), nos EUA. É a segunda mulher e a pessoa mais jovem a receber o Nobel de Economia.

Michael Kremer

Nascido nos EUA, Kremer obteve o título de Ph.D em 1992 na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos. É professor de Sociedades em Desenvolvimento na Universidade de Harvard.  

Curiosidade sobre o Nobel

A  primeira mulher a ganhar o Prêmio Nobel foi Marie Curie, em 1903. Além disso, em 1911, ela  tornou-se a primeira pessoa a ganhar dois exemplares do prêmio em diferentes áreas (Física e Química), devido à descoberta e pesquisa sobre dois elementos químicos: o rádio e polônio.

A jovem paquistanesa Malala Yousafzai recebeu o Prêmio Nobel da Paz, em 2014, pela luta contra a repressão de crianças e jovens e pelo direito de todas as crianças à educação. 

Lembram do Barack Obama? O ex-presidente dos Estados Unidos recebeu o prêmio Nobel da Paz em 2009 devido aos seus esforços em manter a diplomacia entre os povos. Porém, muitos não concordaram com o prêmio por julgar o teor da política dele mais belicista do que pacifista. 

Curtiu saber mais sobre o Prêmio Nobel?

Aqui no Gorila você acompanha notícias sobre economia, investimentos e muito mais. Aproveite para compartilhar este artigo pelas redes sociais:  Facebook, Instagram, Twitter ou Linkedin

Controle seus investimentos com o Gorila

Não perca mais tempo com tabelas e planilhas. Conheça uma nova forma de acompanhar a rentabilidade da sua carteira de investimentos.

Controle seus investimentos com o Gorila

E tenha a plataforma mais completa para acompanhar a sua rentabilidade de forma rápida, fácil e transparente.

Leia mais

Leia mais