Fundos Long Biased: veja o que são e como investir

Os fundos Long Biased podem ter resultados positivos tanto em momentos de queda quanto de alta do mercado. Saiba mais sobre essa estratégia.
long biased
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Os fundos de investimentos possuem diferentes estratégias, uma delas é chamada Long Biased. Já conhece? Acompanhe o artigo para saber mais sobre essa forma de diversificar seu portfólio de investimento. 

O que é um fundo Long Biased?

Para entender o que são fundos Long Biased é preciso conhecer primeiro a classificação dos fundos de investimento. Há três níveis: a própria categoria da CVM (renda fixa, ações, multimercado), o 2º nível relacionado à gestão de riscos e o 3º nível em relação ao tipo de estratégia. Dessa forma, o Long Biased faz parte do 3º nível dessa classificação, ou seja, a estratégia.

Os fundos Long Biased são aqueles que têm a tendência de ficarem comprados. Lembrando que o termo em inglês “Long” é usado no mercado financeiro para se referir à compra de ativos esperando um ganho com sua valorização. Já a palavra “Biased” significa “enviessado”. 

Do ponto de vista formal, os fundos Long Biased podem ser tanto um fundo de ação quanto um multimercado. A escolha é feita pela gestora na hora que vai fazer o registro.

Aluguel de ações

Sabia que nesse tipo de fundo é possível ganhar tanto na alta quanto na baixa? Como dissemos, os Long Biased têm tendência de ficarem comprados, porém podem também manter posições vendidas (Short) em papéis específicos ou no próprio índice para aproveitar a baixa do mercado e lucrar em parte da carteira. Isso acontece através do mercado de aluguel de ações, termo conhecido como BTC. 

Essa operação é realizada quando se acredita na desvalorização de um papel. Assim, o dono da ação (doador) “aluga” seu papel por um determinado prazo para um terceiro (tomador) em troca de uma taxa. 

Geralmente, o doador não tem intenção de vender tão cedo suas ações, mas quer minimizar perdas com a queda do preço do papel e faz uso do aluguel de ações. Dessa forma, ele recebe uma taxa pelo aluguel e consequentemente reduz seu eventual prejuízo

Já o investidor tomador é aquele que acredita que determinada ação vai cair e quer assim lucrar com essa desvalorização. Primeiro ele aluga as ações do doador e depois as vende no mercado. 

Com esse movimento, ele busca recomprar as ações a um preço mais baixo depois que houve desvalorização para, então, devolvê-las ao doador. O tomador terá ganhos caso os papéis caiam ou prejuízo se o preço acabar subindo. 

Vantagens 

Uma das principais vantagens é em relação à maior flexibilidade que o gestor do fundo tem em montar as posições, especialmente com mercados em queda. Os gestores podem buscar lucros de curto prazo com essa estratégia, seja com a alta ou a queda dos preços. 

Além disso, por ter uma volatilidade mais baixa, o investidor não vai notar tanto aquele sobe e desce mais comuns nos fundos de ações. Em contrapartida, esses fundos podem subir menos em épocas de alta do mercado.  

Outro aspecto interessante é que apesar de alocar a maior parte do capital em ações, ele também pode implementar uma estratégia multimercado tendo em vista uma maior diversificação dos ativos. 

Desvantagens

Como a gestão dos fundos Long Biased é mais ativa, pode ser difícil definir qual o rumo que o fundo vai seguir, uma vez que o gestor pode operar tanto na forma “comprado” como “vendido”. Isso dificulta mensurar o risco já que não se consegue prever quanto dos recursos do fundo vai estar exposto em ações. 

Em momentos de alta, conforme comentamos antes, o fundo pode não pegar toda essa valorização das cotações do mercado. 

Tributação

Quando classificado como fundo de ações, o Long Biased terá uma incidência de até 15% de Imposto de Renda, porém não há cobrança do come-cotas. Já se o fundo é multimercado ele tem o come-cotas mais a tributação vai de 22,5% a 15%, de acordo com o tempo de aplicação. 

Diferença entre fundos Long Biased, Long Only e Long Short

Agora vamos conhecer as diferenças entre as classificações em nível de estratégia dos fundos de investimento. É possível dizer que os Long Biased ficam no meio do caminho entre os Long Only e os Long Short. Sabe por que?  

Quando um fundo é classificado como Long Only, ele apenas opera com a compra de ativos apostando na alta e na valorização dos papéis que possui. Essa forma de investimento é mais indicada visando o longo prazo ou quando há uma tendência de alta do mercado de ações. 

Já dentro da estratégia Long Short, o gestor investe em pares de ativos: esperando a valorização de um e a desvalorização de outro. É daí que vem a origem do termo, “Long” é dito quando opera comprado e “Short” quando está vendido em outro ativo. 

Os Long Biased por sua vez operam com a tendência de ficarem comprados, mas podem também manter posições vendidas em algumas ações para reduzir a exposição líquida do fundo. Além disso, a correlação com o Ibovespa nos Long Biased é mais suave do que nos Long Only. 

Aproveite para conferir a live do Gorila que recebeu Diney Vargas, da Apex Capital, abordando a diferença entre essas três estratégias de fundos. 

Diversificando a carteira

Para investidores que gostam do mercado acionário, os fundos Long Biased podem ser uma alternativa. Lembrando que sempre é interessante ter mais opções de investimentos para diversificar sua carteira e diluir assim a exposição ao risco. 

Com tantos ativos assim pode ser difícil manter o controle de todos, porém o Gorila te ajuda nessa tarefa trazendo simplicidade para acompanhar o desempenho de cada um. Além disso, você consegue isolar cada ativo e comparar a rentabilidade com os principais benchmarks do mercado financeiro. 

O Gorila te ajuda a controlar todos seus investimentos de um jeito simples e descomplicado. Trazendo informações para você acompanhar a performance e compará-la com os principais benchmarks do mercado financeiro. 

Curtiu o artigo e quer saber mais novidades sobre o mercado? É só seguir as nossas mídias: Facebook, Instagram, Twitter, Linkedin e Telegram

Controle seus investimentos com o Gorila

Não perca mais tempo com tabelas e planilhas. Conheça uma nova forma de acompanhar a rentabilidade da sua carteira de investimentos.

Controle seus investimentos com o Gorila

E tenha a plataforma mais completa para acompanhar a sua rentabilidade de forma rápida, fácil e transparente.

Leia mais

Leia mais