O que é melhor: BDRs ou investir no exterior?

Pensando em aplicar em ativos estrangeiros? Confira o artigo e conheça as diferenças entre investir no exterior ou por meio de BDRs
BDRs ou investir no exterior?
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Os juros mais baixos instigam o investidor a diversificar cada vez a carteira de investimentos em busca de maior rentabilidade. Dois temas que são relativamente novos para os investidores brasileiros é se é melhor aplicar em BDRs ou investir no exterior. 

Essa também é sua dúvida? O Gorila preparou um comparativo trazendo os pontos mais vantajosos e os que merecem atenção de cada um dos dois investimentos. Acompanhe. 

BDRs

Os Brazilian Depositary Receipts, também conhecidos como BDRs, são certificados que representam ações emitidas por empresas no exterior, mas são negociados na própria B3. Ele não consiste na ação em si, mas representa um título que espelha um valor mobiliário de companhias do exterior. 

Vantagens dos BDRs

  • Não precisa pagar taxa de câmbio: Através dos BDRs, é possível fazer investimentos sem precisar pagar taxas de transferências internacionais ou operações de câmbio. Além disso, os Brazilian Depositary Receipts são listados em reais, já considerando a cotação do dólar e a cotação internacional do ativo.
  • Acessível a investidores não qualificados: Em agosto, a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) passou a permitir a compra de BDRs Nível I por qualquer tipo de investidor. Antes a negociação era restrita aos investidores qualificados, isto é, aqueles que tinham investido acima de R$ 1 milhão. 
  • Lote mínimo de 1 unidade: Após a nova regra entrar em vigor, o valor diário negociado por esses ativos saltou quase 80%, chegando a R$ 212 milhões de média. O lote mínimo, que era de 10 unidades, também mudou e passou a ser de apenas 1.
  • Não é preciso ter conta no exterior: Para quem tem menos recursos e não pode remeter dinheiro para comprar ações no mercado estrangeiro, os BDRs podem ser uma oportunidade interessante. Só é preciso ter uma conta em uma corretora de investimentos e realizar a ação de compra e venda, da mesma forma como negociar ações das empresas brasileiras. 
  • Mais de 670 ativos disponíveis: O investidor tem acesso a mais de 670 BDRs internacionais, como de empresas americanas, européias e asiáticas,  com a vantagem de que a compra é feita em reais. Também há o pagamento de dividendos, que chegam já com todos os impostos descontados. 

Desvantagens dos BDRs

  • Paridade: Agora vamos conhecer alguns pontos que merecem atenção. O primeiro deles é a paridade. Um BDR não equivale necessariamente a uma ação da empresa. Por exemplo: para adquirir uma ação da Apple, é necessário ter 10 BDRs da empresa. Isso é importante ser lembrado na hora de transformar um recibo em ação.
  • Os dividendos são taxados: Em relação aos dividendos, como dissemos acima, o investidor recebe já descontado os impostos, porém o desconto é maior do que os aplicados nas ações, pois há taxas para os emissores de Brazilian Depositary Receipts nos EUA. Além disso, é interessante pontuar que não são todas empresas que distribuem dividendos. 
  • Menor liquidez se comparados às ações estrangeiras: A liquidez dos BDRs é menor se comparadas às ações originais, por conta do volume negociado diariamente. Entretanto, com o passar do tempo e maior número de negociações, isso pode mudar, visto que o ativo não está condicionado aos investidores qualificados. 
  • Sujeito a oscilações do câmbio: Vale dizer que os BDRs estão expostos às oscilações cambiais por representarem títulos de empresas no exterior. Dessa forma, o investidor terá ganhos quando o real se desvalorizar e também perdas no caso contrário. 

Investir no exterior 

Outra forma para quem busca diversificar a carteira ou ter proteção cambial é operar diretamente as ações no exterior. Somando a Bolsa de Nova York e a NASDAQ, são ofertados mais de 5.000 papéis, incluindo ações de empresas que estão fora dos Estados Unidos.  

Segundo dados do Banco Central, a posição de brasileiros em ações adquiridas de forma direta lá fora aumentou 84% de 2016 a 2019, para R$ 35,4 bilhões. 

Leia também

Como investir na bolsa americana: Saiba mais

Vantagens de investir no exterior

  • Grande número de empresas: Um dos principais fatores de quem busca essa forma de investimento é o amplo leque de empresas, sendo que muitos setores sequer têm representantes no Brasil. Além disso, há o interesse em aplicar recursos em gigantes como Apple, Google, Microsoft e Disney. 
  • Algumas corretoras estrangeiras têm atendimento em português: Para isso, porém, o investidor precisa abrir conta em uma corretora estrangeira para fazer as transações de compra e venda. Hoje em dia esse processo é mais simples e várias corretoras já contam, inclusive, com atendimento em português. Para abrir conta na Avenue, por exemplo, é preciso apenas um documento de identificação e um comprovante de residência. Além disso, a transferência de valores pode ser feita por meio de bancos brasileiros nos quais o investidor já tem conta.
  • Isenção de IR para vendas até R$ 35 mil: Se por um lado os BDRs não têm incentivo fiscal, no caso das ações no exterior isso é diferente. Dentro do mês, se o investidor fizer vendas até R$ 35 mil, terá isenção de imposto de renda sobre o ganho de capital para prestar. Caso o valor seja maior, a tributação é feita apenas no Brasil, no total de 15% sobre os ganhos. É interessante dizer que o formulário W-8BEN, que é solicitado ao se realizar investimentos nos Estados Unidos, garante ao brasileiro a isenção de impostos nos EUA sobre o ganho de capital. Além disso, a rentabilidade é composta tanto pela valorização da ação quanto do câmbio. 

Desvantagens de investir no exterior

  • Demonstrações financeiras em inglês: A língua pode ser uma barreira para alguns investidores, visto que há corretoras que fazem todo atendimento apenas em inglês. As demonstrações financeiras das companhias também são encontradas em língua estrangeira. 
  • Spread: Outro cálculo que deve ser feito é o spread da operação, que equivale ao percentual cobrado para converter dólares em reais via remessa online. Muitas corretoras estrangeiras possuem taxa de corretagem. Também há cobrança de 0,38% de IOF.
  • Pagamento de dividendos não obrigatório: Nos Estados Unidos não é obrigatório o pagamento de dividendos. As empresas podem optar por reinvestir os lucros no crescimento do negócio. Já no Brasil isso é diferente porque a Lei de Sociedades Anônimas determina que toda empresa que gera lucros deve distribuir pelo menos 25% para os acionistas dentro do mesmo ano fiscal.
  • Tributação de dividendos: Além disso, os dividendos que são distribuídos nos EUA contam com tributação de 30%. No Brasil ainda não há essa cobrança, embora haja discussão. 

Saiba mais

Tributação de dividendos: entenda o que está em jogo
Como investir no exterior sem sair do Brasil

Controle seus investimentos

Vale lembrar que o dólar e a bolsa têm correlação negativa, isto é, quando um cai, o outro sobe. Pode acontecer da valorização do real zerar os ganhos, por mais que a ação tenha subido no mercado de origem. 

É interessante equilibrar a carteira em investimentos locais e internacionais. Entendendo sempre o seu perfil e o apetite por risco. No caso dos BDRs, eles podem ser interessantes para quem não tem tanto dinheiro, mas quer diversificar de um jeito mais simples em ativos estrangeiros. 

No Gorila você consegue controlar tanto os investimentos locais, BDRs, ações americanas, quanto o pagamento de dividendos de um jeito simples e descomplicado.

Dashboard da plataforma do Gorila mostrando a composição dos investimentos distribuídos entre classes de ativos, além da rentabilidade acumulada

Quer ficar por dentro das novidades na plataforma e no mercado financeiro? É só seguir as nossas mídias: Facebook, Instagram, Twitter , Linkedin e Telegram

Controle seus investimentos com o Gorila

Não perca mais tempo com tabelas e planilhas. Conheça uma nova forma de acompanhar a rentabilidade da sua carteira de investimentos.

Controle seus investimentos com o Gorila

E tenha a plataforma mais completa para acompanhar a sua rentabilidade de forma rápida, fácil e transparente.

Leia mais

Leia mais